terça-feira, 30 de novembro de 2010

Master Review - Kenseiden (1988)

Um post épico sobre um game... ou post sobre um game épico?

Olá crianças!!!

Fui chamado pelo Leo para participar da equipe do QG. Sou o Ed e hoje tenho a difícil missão de falar de um dos jogos mais amados (e odiados) do master system: Kenseiden!!

Quando era pequeno, meu sonho era ter um video game, mas não qualquer um, eu queria o Master System!


Alex Kidd era o jogo que eu mais gostava e me divertia muito jogando na cas
a dos meus vizinhos. Sempre jogávamos bastante Alex Kidd, Mortal Kombat, Taz-Mania mas quando um amigo me mostrou esse jogo... eu pirei!

Era um jogo samurai, que se movia lentamente e lutando contra espíritos “du mau”. Eu queria aquele jogo!!

Em 2004 comprei meu Master System de um amigo e a primeira fita que eu comprei foi Kenseiden (junto com Monica no Castelo do Dragão). Até então, eu jogava bastante no emulador, mas ainda não tinha terminado e resolvi que ia terminar o jogo só no console.

Tela inicial. Vai encarar??

A História

Antes de jogar, fui buscar na internet se existia alguma história no jogo, já que comprei a fita loose, e descobri que o Kanji (escrita japonesa) KenSeiDen 剣聖伝 significa “espada sagrada”. No jogo controlamos Hayato (criativo eles, não?), que viaja pelo Japão para recuperar a espada sagrada e os cinco pergaminhos que foram roubados de sua família pelos demônios que dominaram o país. Com isso, destruir o Castelo Negro.

Blá blá blá a parte, vamos ao que interessa!!

A primeira impressão

A primeira fase é uma progressão de dificuldade boa. Vem inimigos de todos os lados e você aprende como pular certo e usar sua espada. Não se espante se você morrer antes de acabar a fase.

Versão Japonesa. Nosso samurai é loiro!

Já nessa pequena experiência vimos que ele é um SAMURAI, não um NINJA! Sua movimentação é lenta e seus pulos são baixos. Não existe nenhum golpe mágico que você pode fazer, o que é totalmente contrário aos inimigos do jogo.

O ambiente é sombrio, macabro, o que combina bastante com o clima que o jogo quer passar. Caveiras levantando, cabeças voadoras, tatus (!) e corvos voando... climão japonês.

O que me faz pensar: Porque raios esse jogo veio pro ocidente e tantos outros que eram menos “culturais” não vieram? Aí eu digo: Visão!
A SEGA tinha isso naquela época e resolveu lançar o jogo nesse lado do mundo. E ainda nem trocaram os nomes das fases. Continua tudo em Kanji!

O Mapa do Japão e suas fases. Cuidado ao entrar na fase errada.
Isso pode causar um reset.

Game Design

Como funciona as fases:

Quando você passa por uma fase, ele libera caminhos para as outras províncias do Japão, e você tem duas opções: Escolher o caminho (botão 1) ou entrar na fase (botão 2). Uma vez na fase, terá que completá-la para abrir novos caminhos e escolher outras fases. Aí você me fala “ Ed, normal, todo jogo é assim” mas não em Kenseiden. Existem fases não obrigatórias, que para sair, basta ir para o lado.

Estas são as fases de treino (que daqui para frente chamarei de fase de bônus, para ser mais sarcástico =D), onde no final você recebe algum upgrade ou item em troca. E acredite VOCÊ VAI QUERER RECEBER ESSES UPGRADES!!!

Alguém aí consegue ver o Alex Kidd no background?

Devo adiantar: só terminei esse jogo uma vez, no console (estou tentando de novo no PSP via emulador, com muito save state!) quando peguei um dia inteiro de feriado que não podia sair de casa e fiquei jogando ele. Decorei muita coisa, morri várias e várias vezes, só que não tive paciência na última vez de pegar tudo então eu consegui terminar o jogo sem alguns itens (como os amuletos de proteção).

As fases de bônus normalmente te auxiliam MUITO com reflexos e paciência, que é o que você mais precisa nesse jogo.
A primeira fase de bônus você precisa chegar do outro lado desviando (ou cortando) flechas. O problema é que é MUITO difícil e tenho 100% de certeza que todas as pessoas já morreram nessas fases alguma vez. Digo, morrer não, porque quando você é acertado uma única vez, você é jogado para fora do treinamento, perdendo pouquíssima energia, com uma frase encorajadora de fracasso...

Depois de decorar a sequência, você passa tranquilamente. O pro
blema é mais pra frente... pulo alto ou pulo baixo? Isso faz toda a diferença e lá vai você começar de novo a fase bônus.

Você vai ver muito essa tela...

Muitos já teriam decidido desistir deste jogo, logo no começo e eu também, já desisti várias vezes e sinceramente mal me lembro do final, só lembro que não mostra muita coisa. Quase tão decepcionante quanto o Alex Kidd in Miracle World (que foi a maior decepção da minha vida em jogos!).Quem disse que eu ia falar algo motivador? Esse jogo é uma divisória entre meninos e homens de verdade. Aquele que tem paciência e habilidade, irá terminar esse jogo!Para ter uma idéia, só conheço uma pessoa que também o tenha feito no console.

Áudio

Algo que sempre me toca em um jogo é o clima do jogo e o único jogo que dá o clima que quer passar sem música é o Space Invaders. Como disse no começo que o jogo tem um clima pesado, afirmo que a trilha sonora faz o clima ficar pesado. É uma música que me faz parecer estar no Japão feudal, atacando monstros e aquela música mais suave e melancólica do mapa, onde você escolhe as fases, é sensacional!

Mas me diga, me mato ou não?

O jogo é difícil? Extremamente. Chega a superar o Castlevania em alguns momentos. Lembro a primeira vez que joguei castlevania. Passei o morcegão tranquilamente, já nesse amigo feudal aqui, demorei até aprender a matar o primeiro chefe!

Depois que terminei, nunca mais o joguei, até duas semanas atrás, que vi que estou enferrujado, mas ainda vou longe nele!

Não aconselho você jogar Kenseiden quando estiver deprimido, cansado, sem paciência ou sem tempo. Isso transformará esse jogo que foi muito bem feito, em uma experiência na qual você terá tendências suicidas!! Afinal eu disse que se você morrer você perde os upgrades de ataque e defesa, não disse? Não? Ops, dito agora! hehehe

Se busca algo abaixo de Ghost’n Ghouls, Contra e Battletoads, mas ainda assim acima da média, esse jogo é perfeito para isso. Dá para terminar em menos de 1 hora (depois de MUITO treino!) e ainda sairá satisfeito por se tornar um mestre da espada lendária.

E aê, vai encarar???

15 comentários:

  1. Fala Ed!!! Um post épico de um jogo épico, sem dúvida nenhuma!!! XD
    Detonou logo de cara, Kenseiden é muito legal e muito foda também, difici bagarai!
    Ah, eu achei o Alex Kidd, ele está agachado do lado... ops não vou contar pra não estragar se a galera quiser procurar, rsrs
    Muito bom, mas terminar o jogo desse samurai em uma hora tem que ser muito ninja hein???
    Abração e seja bem vindo ao QG!

    ResponderExcluir
  2. Eu sou um que de curioso tentei jogar esse jogo e não foi...mal costume vindo do Mega Drive de querer ser um ninja porr* louca ao invés de um sábio a sapiente Lobo Solitário com estilo hiten mitsurugi...

    Alias, no Encontro da comunidade Mega Drive, o nosso caro Amigo Celso fechou ele em 45 minutis, você estava vendo não é :P?

    No demais ehhhh pra você o/
    E que venha mais post pois Master system é um sistema semi-obscuro pra mim (conheço bastante coisa, mas admito que não o suficiente :P)

    ResponderExcluir
  3. Excelente post, Ed! Verdadeiramente épico! \o/

    Eu tenho que admitir que Kenseiden é um dos meus pecados gamísticos, se joguei duas fases dele foi muito. Sei lá porque mas Kenseiden nunca me despertou interesse...Mas seu review me deixou curioso e vou tentar zerar esse clássico e me redimir o quanto antes. =)

    Parabéns pelo review, e seja bem vindo!
    Abraços

    ResponderExcluir
  4. Valeu gente! =D
    Primeiro post em um site mais conhecido...

    @Leo então, com MUITA prática, acaba decorando

    @Mestre 45? krmba, ele demorou heim! heheeh vi não, eu fui embora qdo ele tava nuns 70%
    Foi ele que eu citei como única pessoa que conheço que terminou o jogo...

    @Adinan o que leva a um bom meme pra algum dia, não? "pesadelos gamísticos" =D já tenho o meu de master system! hahahaha

    ResponderExcluir
  5. Kenseiden é, na minha opinião, um dos melhores games do velho e eterno Master System!

    Já até falei dele lá no Gagá Games no final do ano de 2008: http://www.gagagames.com.br/?p=1276

    Apesar de ser um game difícil, eu conseguia terminá-lo de boa no console. Lógico, que perdia muitas vidas, mas sempre que jogava, terminava.

    ResponderExcluir
  6. Kenseiden é excelente, nunca terminei no cartucho, apenas no emulador, anos mais tarde.

    Mas é um jogão com uma OST linda!

    Bela análise!

    ResponderExcluir
  7. Excelente Post! Cada vez mais esse game me desperta mais curiosidade! Principalmente pela trilha sonora, que muitos falam que é sensacional!

    ResponderExcluir
  8. Show de bola esse post. Kenseiden é um dos maiores títulos do Master System, sem dúvida alguma. Não terminei ainda e recomendo para aqueles que não jogaram a versão japonesa (apesar do Hayato loiro!), devido ao som FM que melhora ainda mais a experiência nesse jogão! Um abraço do Pao Pao Cafe Games a todos!

    ResponderExcluir
  9. Boa Ed XD Muito boa a matéria!

    Obviamente que não joguei, mas um dos amkigos aqui que tinham master jogava esse negócio sempre, e não parava de comentar nunca de como era bom, maravilhoso, e bla bla bla kkk

    Alex está ali na direita no cantinho? kkk (conto mesmo kkk)

    ResponderExcluir
  10. Muito legal a postagem, só não gostei pq deu más expectativas pro final. E cara, Alex Kidd pode ter um final pouco animador, mas q vc fica feliz depois q zera, ah se fica XD

    Ah, gostei muito do blog. Master System é o videogame =P

    Abraço!

    ResponderExcluir
  11. @Décio hahahaahaha kra vc já jogou? se não jogou, eu baixei as espectativas pq se nao vc ia jogar e me xingar muito no twitter depois, sério! =D

    @Sabat pois é.... mas é só a cabeça dele.
    No encontro do Mega Drive ainda mostrei pro pessoal... hehehe

    @Robson verdade, até tinha esquecido isso! vou pegar a rom japonesa.
    Mas não existe nada melhor que pegar o próprio console e jogar nele... isso eu não troco... =D

    ResponderExcluir
  12. @Edwazah

    Sem dúvidas amigo! A sensação de jogar um jogo no hardware original é indescritível mesmo! Pensar que tive um Master por longos anos e tenho nele meu recorde até hoje de games terminados. Tinha até um caderninho em que anotava minhas jogadas, táticas descobertas e outras coisas. Um grande abraço!

    ResponderExcluir
  13. Belo Post!!
    Keisenden era um dos games que na época eu invejava muito(Tinha NES na época) achava lindo demais os gráficos...ficava babando mesmo, kkkk
    Posteriormente joguei no emu e vi o quanto era difícil.Porem ja calejado devido aos Ninja Gaiden, cheguei bastante longe, mas lembro de ter parado.Nao cheguei a terminar não.Talvez volte a revisitá-lo.

    Realmente jogar no hardware original é outra coisa.Apesar que tem emus que considero perfeitos.É só resistir a tentação dos saves state. Só que tem uma coisa que eu acho valida nos saves-state, ´pelo fato que o tempo de todos hj em dia é muito curto, dai era valido mesmo poder parar em um momento, como se fosse uma pausa infinita, pra depois continuar de onde parou.

    Abração Ed!

    ResponderExcluir
  14. Eu terminei esse jogo no master system quando tinha uns 6/7 anos... não lembro direito.

    Mas não lembro de ter achodo muito dificil as fases... só no mestre final (esse sim achei dificil) que quando matei... comemorei pra caramba... hehe

    ResponderExcluir
  15. Cara, adorei a matéria do jogo. Este é o terceiro motivo porque escolhi um Master System, (os outros eram a Mônica e o Michael Jackson, rss).
    Morria de inveja de um primo que quase nunca me deixava jogar esse jogo, comprei o cartucho loose há uns 6 anos, era dificil de achar pra vender.
    O visual de "Terror japonês" é perfeito e até hoje nunca vi similar. O aprimoramento do personagem que nem usa magias é o grande charme do game.
    Hoje que aprendi a ter paciência e que "defesa é mais importante que o ataque para a vitória" (antes eu era um moleque só preocupado em atacar! rss) zero tranquilo esse game devido à minha alma samurai! rss Só assim, dá pra enfrentar o chefão final, Yonensai.
    Parabéns!

    ResponderExcluir