domingo, 15 de março de 2015

Lendas Urbanas...

6 comentários:

Saudações Gente!
Antes da Internet expandir informação, a gente ainda caía bastante nas famosas "Lendas Urbanas". Não, não me refiro à Loiras de Banheiro ou Mangas com Leite. Você não é culpado por passar adiante, ainda rolava muita ingenuidade da molecada, mas havia uma maldadezinha em contar vantagem, criando estas lendas. As lendas urbanas dos video-games eram transmitidas pelo Brasil até lugares longínquos, mesmo com as revistas especializadas pra se ter parâmetro, e o incrível que era só no boca-a-boca, e meio mundo já acreditava! Reuni aqui algumas pérolas bem bizarras dos anos 90:


Ela é fichinha pra lendas a seguir!


sexta-feira, 6 de março de 2015

Master Review: Dragon Crystal (1991) - How to Use

2 comentários:


E aí gente?
Continuemos nossas jornadas pelos RPG's da SEGA. Enquanto não chegamos ao final de Dungeons & Dragons, que tal uma passadinha em um dos RPG's  menos conhecidos do Master? Analisaremos Dragon Crystal.

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

Master Review - Super Man: The Man of Steel (1992)

4 comentários:

E aí, pessoal. Tudo em ordem? Hoje me surpreendi com um game que nunca pensei em desbravar. Vamos ver a aventura do Master com o herói mais famoso do mundo. Arrebentemos em Super Man: The man of Steel.

sábado, 21 de fevereiro de 2015

MD How to Use - Dungeon & Dragons - Warriors of The Eternal Sun (Parte 2)

Nenhum comentário:

Olá queridos!
Após um Guia necessário sobre Magia, continuaremos nossa exploração pelo Vale, agora que a diversão realmente começou. Pegue suas espadas e o grimoire, vamos lá!


quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

MD How to Use - Dungeon & Dragons - Warriors of The Eternal Sun (Parte Especial)

Nenhum comentário:

Fala pessoal! Vocês curtiram a primeira parte da nossa expedição em Eternal Sun? Agora vamos dar um Break para falar de um item muito importante: as Magias. Vamos lá, Bruxos, Maguinhas e padrecos! Quando menos imaginarem, voltamos à nossa Quest pelo Vale do Sol Eterno!

sábado, 17 de janeiro de 2015

MD How to Use - Dungeon & Dragons - Warriors of The Eternal Sun (Parte 1)

6 comentários:

Muito bem, pessoal! Não poderíamos fazer um review de um jogo tão bom, sem adentrarmos e deixar a curiosidade rolar nas nossas investigações. O calor só me faz pensar em como os personagens deste jogo poderiam sentir! Iniciaremos a jornada de Dungeons & Dragons – Warriors of the Eternal Sun.


sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

Master Review: James Bond 007 - The Duel (1993)

10 comentários:

Olá amigos!
As férias foram prosseguindo e não resistimos em parar tudo e procurar um game novo. A curiosidade nos levou a conhecer mais um jogo polêmico do Master que nos leva à literatura, ao cinema, e até um pouco de História. Vamos dar uma olhadinha em James Bond – The Duel.

terça-feira, 23 de dezembro de 2014

Meme Gamer: O Que Você Jogou em 2014?

14 comentários:
Saudações amigos!

Final do ano se aproxima e 2015 cada vez mais perto. E é com muita alegria que estou escrevendo este post, já fazia alguns anos desde a última vez que o QG participou dos memes da blogosfera, mas este ano estamos participando também da mais nova edição do meme gamer "O Que Você Jogou em 2014", do blog Marvox Brasil.

A idéia é falar um pouco sobre os jogos mais marcantes desse ano, e aqui no QG vamos repetir a dose da última vez que participamos, onde dividimos o post para os integrantes descreverem seus jogos. Neste post o Rodrigo, Matheus e eu estaremos relembrando os jogos que curtimos em 2014.

Sem mais delongas, vamos relembrar a jogatina desse ano!

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Master/Mega Review - Bonanza Bros (1991)

8 comentários:
Saudações amigos!

Hoje estou de volta para falar sobre um jogo curioso que fez minha alegria num final de semana. Achei interessante a arte da capa com os bonecos meio robóticos feitos apenas com formas geométricas, e quando fui jogar adorei a idéia e o conceito do jogo, é um daqueles clássicos de locadora que você aluga porque já jogou boa parte do que a locadora tem para oferecer e descobre uma pérola.

Vamos falar sobre Bonanza Bros! Um clássico esquecido da SEGA que devido ao seu relativo sucesso saiu antes nos arcades e em seguida foi portado para diversos consoles, entre eles nossos queridos Master System e Mega Drive. Geralmente somos os mocinhos nos games, mas aqui temos que ser meliantes e fazer a limpa nos estágios, despistando os guardas e cães no processo.

Sem delongas, peguem seus óculos escuros e prepare-se para o Master/Mega Review de hoje!

segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

Ralph Baer, o pai dos videogames (1922-2014)

Um comentário:

Hoje de manhã me deparei com a triste notícia da morte de Ralph Baer. Aos 92 anos, o engenheiro americano de origem alemã faleceu neste sábado, dia 06/12/2014.

É praticamente impossível você gostar de videogames e não conhecer esse nome, pois Ralph Baer foi nada menos que o pai dos consoles de videogame. Sim, nós que curtimos os videogames da SEGA, em especial o Master System, temos muito a agradecer a ele.

Nascido em 8 de março de 1922 na Alemanha, seu nome original era Rudolf Heinrich Baer. Aos 11 anos foi expulso da escola, por ser de uma família de judeus, e em 1938, 2 meses anteriores aos ataques contra judeus na Alemanha, sua família decide fugir da Alemanha, passando a viver em Nova Iórque com o novo nome. Alí ele se formou em técnico de rádio e após a Segunda Guerra (onde foi convocado a lutar pelos Estados Unidos no serviço de inteligência militar) adquiriu o bacharelado de engenheiro de televisão.

Baer entrou na Sanders Associate em 1956, onde trabalhou até sua aposentadoria em 1987. Foi nesse emprego que Baer deu o ponta-pé inicial para essa indústria bilionária dos videogames. Em 1966 Baer percebeu que as TVs estavam mais acessíveis ao público, e que seria interessante ter formas de entretenimento mais interativas na TV. Assim ele criou, com um orçamento de $2,500.00 e o auxílio de outros dois engenheiros (Bill Harrison e Bill Rusch), o protótipo Brown Box (Caixa Marrom), o primeiro console de videogames.


Esse protótipo tinha jogos bem simples, consistiam basicamente de dois pontos na tela que interagiam entre si de diversas formas, a. Para uma melhor imersão do jogo, haviam folhas de acetato para afixar na tela da TV para obter "cenários" (o Brown Box original podia trocar a cor da tela, mas essa função foi removida no Odyssey). Ralph procurou vários fabricantes de TV que pudessem investir no invento, mas apenas a Magnavox adotou a idéia, rebatizando assim o console para Magnavox Odyssey em 1971.

O sucesso do console foi moderado, mas o suficiente para incentivar o surgimento de competidores como a Atari (a qual foi processada por copiar a idéia de Pong que já existia no Odyssey). E assim nasceu essa indústria que passou por altos e baixos, mas está firme e forte até hoje. É engraçado ver que essa caixa marrom e modesta é o grande ancestral de consoles complexos como o Wii U, o PS4 e o XOne. Mesmo lembrando do meu velho Master System II e as horas de diversão que tive com Alex Kidd, Mônica e Sonic, é difícil imaginar que essas horas de diversão na companhia de personagens cativantes em jornadas épicas foram possíveis graças a um joguinho lá da década de 70 onde dois pontos na tela disputavam partidas de tênis.


Além do Odyssey, Baer criou também o Simon, conhecido como Genius aqui no Brasil, entre outros jogos eletrônicos. Mas claro que o grande reconhecimento é pelo Odyssey. Em 13 de Fevereiro de 2006 foi condecorado com a Medalha Nacional de Tecnologia pelo então presidente norte americano George W. Bush, em reconhecimento pela sua contribuição e pioneirismo na tecnologia.


Com isso encerro o post agradecendo a Ralph Baer por sua invenção, o console de videogame, que em suas diversas formas me trouxe muitas horas de diversão e me diverte até hoje!

Abraços e até o próximo post.