domingo, 7 de novembro de 2010

A vez do pato: Donald!



Atrapalhado da Disney. Aventureiro da Sega. 

Donald Fauntleroy Duck foi criado por Walt Disney em 1934. Já em sua primeira aparição, em 9 de junho do mesmo ano, como coadjuvante no episódio “The Wise Little Hen” (no Brasil: "A Galinha Esperta"), nosso amigo roubou a cena e se destacou. Desde então, Donald foi ganhando espaço nos desenhos da Disney até se tornar um dos personagens principais, ao lado de Mickey, Pateta e Pluto.

A primeira aparição de Donald.



Em 1937, o pato nervosinho da Disney ganhou sua própria série. De início, o desenho era conhecido como Don Donald e tinha como coadjuvante Margarida, a namorada de Donald. Seus famosos sobrinhos: Huguinho, Zezinho e Luisinho chegaram um ano depois.
Anos mais tarde, em 1943, Donald conheceu o Brasil, no especial “Saludos Amigos”, com o papagaio brasileiro Zé Carioca.


Donald e Zé Carioca em umas das partes de "Saludos Amigos".

Já em 1987, Donald e sua turma (os 3 sobrinhos, o tio Patinhas, o Capitão Bóing e outros) estrelavam um desenho temático, estilo Indiana Jones, chamado “Duck Tales, Os Caçadores de Aventuras”.
Quatro anos mais tarde, em 1991 , a parceria Disney/Sega, que já havia conquistado milhares de fãs pelo mundo com o badalado “Castle of Illusion” em 1990, convidou Donald para estrelar dois games diferentes. Um para o 16-bits, chamado “Quack Shot” e outro para o 8-bits conhecido como “The Lucky Dime Caper”. 
Em 2004 Donald também foi homenageado com uma estrela na calçada da fama. E em 2009 completou 75 anos.

 
Demorou mais, mas o pato também foi reconhecido!


A carreira nos Games.

Depois do sucesso de Mickey, seu companheiro de casa, Donald arregaçou as mangas e deu as caras nos games. Primeiro ele chegou no Mega Drive, com sua roupa de "Indiana Pato" e armado de desentupidores de pia. Lançado um ano após "Castle of Illusion", o aclamado "Quack Shot" foi um jogo brilhante que marcou época. 
No mesmo ano, ainda em 1991 chegaria uma adaptação desse mesmo jogo para o Master System, certo? Errado. Nosso 8-bits ganhou um jogo próprio com mecânica diferente, história diferente e até um nome diferente: "The Lucky Dime Caper". O lançamento arrebentou, sucesso garantido!
Para o jogo do 8-bits, nada de roupinha temática, apenas a clássica roupa azul. Desentupidores? Não, mas uma marreta enorme, típica dos desenhos animados, e discos (pratos) para serem lançados à distância.
"The Lucky Dime Caper" foi uma dos maiores caprichos da Sega, desenvolvida pela própria Sega. Mais uma aposta certeira que fez os olhos dos fãs do Master brilharem como já tinha feito com os fãs do Mega.

Uma moeda da sorte e uma maldição.

Essa é a prateleira do lado da do Mickey.

Antes de qualquer coisa, vou apenas mencionar aqui os outro quatro jogos da Disney:

• Aladin (1994)
The Lion King (1994)
The Jungle Book (1993)
Ariel - The Little Mermaid (1993) 

Ok, voltando ao assunto: 

O primeiro jogo de Donald para o 8-bits, intitulado "The Lucky Dime Caper", foi uma obra prima da Sega. Gráficos caprichados, músicas bem trabalhadas, excelente jogabilidade e muito, mas muito divertido. Não ficou devendo nada para o antecessor "Castle of Illusion", do Mickey.
Na época de lançamento do game foi uma luta nas locadoras para conseguir alugar. Com muito custo consegui reservar e logo tive o prazer de jogá-lo. Lembro que naquele dia, eu tinha acabado de me machucar e precisei levar três pontos próximo ao supercílio esquerdo (quase fiquei cego, sério!) num acidente jogando basquete na aula de educação física (eu queria bater bola, odiava basquete). Sai do hospital com a minha mãe e ela me levou à locadora pra pegar a o jogo. Eu tinha 11 anos, estava muito puto, com o olho latejando e com muita dor. Mas foi só colocar o cartucho no console que até arregalei o olho que tava fechado. Passei horas a fio jogando e jogando e quando lembrei do olho nem doia mais. 

O "Roubo" da Moeda da Sorte

Então o tempo passou, e dois anos depois, a Aspect Co., sob licença da Sega, desenvolveu o que chamariam de "continuação espiritual" do primeiro jogo. "Deep Duck Trouble" chegou quando o Master System já estava bem no fim do reinado 8-bits e poucos deram atenção ao novo jogo. Assim como "Land of Illusion" que chegou um ano antes, o novo jogo do Pato não empolgou multidões, apesar de ser um ótimo jogo. Porém, na minha opinião, era inferior ao primeiro, exceto pelos gráficos bem trabalhados e os sprites mais elaborados dos personagens. Mas o primeiro, feito pela Sega, era mais divertido. Agora Donald podia chutar pedras nos inimigos, mas perdeu a marreta gigante e os pratos. A dificuldade era menor também. Interessante reparar que no primeiro jogo, Donald viajava de avião pelas fases escolhidas no mapa e neste ele ia de barco. "Deep Duck Trouble" era também mais criativo nos levels designs e na forma de enfrentar os chefões, que eram sempre maiores e era preciso correr deles, até que eles se ferrassem sozinhos. Ah! E agora tem pimenta, igual tinha em Quack Shot, mas aqui, uma pimenta já deixa o pato louco e desembestado. Mesmo assim a diferença entre os dois jogos era enorme, o que causou uma certa insatisfação do público. Confesso que gostei muito, mas esperava mais deste último.

  Um Pato em Apuros

O último a jogar é mulher do pato.

Assim como fiz com os jogos do Mickey, vou disponibilizar a sinopse das caixinhas brazucas e alguns screenshots. Se sentir vontade de jogar, pega o joystick e manda bala!


The Lucky Dime Caper (1991)
 
  
"Prepare-se para a aventura mais assustadora que você já viu! Tudo começou na biblioteca do Tio Patinhas quando uma estranha nuvem negra apareceu e...
... Huguinho, Zezinho e Luizinho foram seqüestrados e a moeda da sorte do Tio Patinhas foi roubada! Somente uma pessoa poderia ter feito tal coisa: Maga Patalógica, a mais antiga inimiga do Tio Patinhas.
Agora, o Pato Donald foi encarregado de resgatar os sobrinhos e procurar a moeda. Se tudo der certo, o Tio Patinhas lhe dará uma recompensa.
Junte-se a Donald, ache os garotos e traga a moeda de volta. Não vai ser nada fácil, pois além de ter que procurar os sobrinhos em vários lugares diferentes, você terá que enfrentar a Maga Patalógica em um castelo mal-assombrado que fica na Transilvânia..."


Deep Duck Trouble (1993)


"O Tio Patinhas é o cara mais preocupado do mundo em ganhar dinheiro. Ele ouviu falar de uma lenda que dizia que, numa misteriosa ilha, havia um colar que lhe traria tanta sorte quanto a moedinha nº 1.
Se fosse verdade, sua enorme fortuna duplicaria. Sem pestanejar, ele partiu para a tal ilha, achou o colar e, ao voltar, começou a se sentir muito leve. Sabendo da volta de seu tio, Donald foi fazer uma visita surpresa e encontrou-o inflado como um balão, prensado no teto.
-Socorro Donald, eu lhe darei 15 centavos se você voltar à tal ilha e puser o colar de volta ao local de origem. Só assim poderei me livrar da maldição. - A quantia não era grande coisa, mas de qualquer jeito Donald não poderia negar este pedido do Tio Patinhas.

O pato mais azarado do mundo terá que passar pela floresta, pelo vulcão, pelas cavernas de gelo e muito mais antes de se livrar do colar. Boa sorte em sua aventura, Donald! Ela será tão cheia de perigos que talvez fosse melhor ter mandando o colar pelo correio.”



E assim terminamos esse especial com os dois principais personagens da Disney. Se você não viu a primeira parte com o Mickey confira clicando aqui.


Abraço!

7 comentários:

  1. Excelente post, Leo!

    Cara, sempre fui muito mais o Pato Donald! O Mickey é legal também, mas Donald é muito mais carismático e engraçado na minha opinião.

    Joguei ambos os games no meu SMS, mas eu curti mais o Deep Duck Trouble, acho que os chefes e a jogabilidade me atraíram mais, mas o primeiro é muito bom também, foi uma briga para conseguir alugar, e a boxart dele é sensacional.

    Mas o meu favorito mesmo é o Quack Shot, aquele jogo foi uma obra prima da SEGA. Castle of Illusion foi excelente, mas em Quack Shot a SEGA se superou!

    Abraços

    ResponderExcluir
  2. The Lucky Dime Caper é o meu jogo favorito Disney do Master!!!! Alugava direto sempre que ele estava disponível e é um dos meus sonhos de consumo (ou outro Sonic Chaos, consegui comprar depois de uns 15 anos xD)

    E assim como as músicas de Castle, fico cantarolando as de The Lucky Dime Caper... A pouco tempo matei as saudades no emulador. Ô nostalgia...

    Adorei o post!

    ResponderExcluir
  3. @Adinan A.
    E ae véio, blz? Cara, Quack Shot era um jogasso mesmo, meu primo tinha e eu sempre jogava na casa dele. Sensacional!

    @Bia Chun-li
    Oi Bia! Eu também tenho Lucky Dime Caper como um dos favoritos. Jogo sempre que bate saudade.
    Valeu!

    ResponderExcluir
  4. falta para os jogos da disney a beleza dos jogos da minha filha Mônica
    parabéns pelo texto rapaz

    ResponderExcluir
  5. @Maurício de Souza
    Valeu cara! Também adoro os jogos da Mônica!

    ResponderExcluir
  6. Muito bom seu texto, parabéns! Pena que eu gosto mais dos jogos do Mickey.

    ResponderExcluir