quarta-feira, 3 de julho de 2013

Diário de Bordo - Golden Axe Warrior (Parte 3)

Saudações, vamos ao terceiro e longuíssimo capítulo de Golden Axe Warrior. Agora desbravaremos desertos e montanhas e invadiremos um novo labirinto (ou quase! ).
Se você perdeu os episódios anteriores clique aqui:

Capítulo 1
Capítulo 2




FAZENDO COMPRAS
Prossigo seguindo minha jornada. Ouço em algum ponto que para ir ao norte preciso do Escudo de Cavaleiro (Knight Shield), eu tinha visto este escudo no manual, dizia que além de “mais poderoso que o de Madeira (Small Shield) era uma peça de arte”.

Bem, aí bateu uma curiosidadezinha... Salvo o jogo em Milliver, minha vila e subo pro norte. Eita, agora os porquinhos são azuis! Eles me jogaram um machado que atravessou meu escudo igual papelão. POW! Dancei. Seguindo a lógica Wonderboy, concluo que os monstros devem tem 3 ou mais cores: devem ser Verde, Azul, Vermelho e talvez Dourado. 
Entendi agora porque preciso do tal escudo, será que vai parar esta budega?
Volto ao jogo que salvei e entendi que preciso e muito juntar grana. Tenho a sensação que já fui no bendito lugar e me assustei com o preço. 250 chifres?! Que absurdo! Partiu matança de monstro. Justo agora só começo a conseguir itens de vida: Tô empazinado de tanto comer pão de gosminhas (Globus) e porquinhos (Homem com Focinho). Life cheio e nada de grana, começo a andar em toda região que já explorei, mesmo achando que um ou outro ponto não fui.
"Absurdo! Isso lá são preços?!"

O interessante é que na beira do mar não estou mais tão indefeso, as vespas volta e meio me dão como item uma ampulheta que para o tempo!
Acho que deixei dezenas de mães gosmas sem seus filhos, e centenas de senhoras com focinhos sem seus maridos com focinho... Dou sorriso quando ganho míseros chifres azuis que valem por 5. Não sei como guardo tantos chifres, e mesmo assim, ganho um a cada 3 matanças. Vamos agora comprar o bendito antes que algo ruim me aconteça...
Agora que comprei bateu uma ideia, e se eu comprar TODOS os itens possíveis? Lá vou eu, pego um lanche na mesa que vai ser demorado o negócio... 1 hora depois, juntei grana e vou nas lojas mais baratas cada produto. Sim, eu sou um pechinchador cara de pau. Comprei a Pena de águia, o Óleo mágico, nem sei quando vou precisar do óleo.
Agora vamos pra cima dos Orcs azuis!

Os vermes "fantasmas" ladrões...

DESERTO SEM FIM
Quando subi, percebi logo a diferença: o Escudo bloqueia os machados e com alguma dificuldade venço os porquinhos. Atravesso a ponte, que imagino ser o limite do continente. Agora o que vejo ao Norte é areia e uma caveira de boi que me atira coisas. Ok, o que me dá trabalho é um furacãozinho que só é vulnerável quando para, e uns fantasminhas que parecem que riem e deixam buracos. Quando caio por acaso descobri que eles não me matam... PIOR! Tiram o meu dinheiro!! Minha esposa quando passa na sala começa a dizer que estou lembrando o Julius do Chris, reclama de gastar dinheiro até no jogo. 

De repente, estou achando que enfim vou terminar o deserto, já andei bastante,  e parece que é igual a tela anterior... e outra igual à anterior... Cacilda! Não estou saindo do lugar!! Estava no ponto 2ºNorte 2ºLeste. Resolvi voltar, duas telas, morrendo de medo, consegui voltar.  Vou dando a volta, num buraco no extremo do deserto dum beco sem saída (3ºNorte 1ºOeste), e um velhinho me diz que Death Adder criou aquela armadilha. E a saída era um contorno louco: sudoeste, norte, nordeste, sul e leste. Eu hein? 

Deu certo. Estou contornando e enfrentando perigos mil. Encontro um pântano e percebo que estou em câmera lenta (5ºNorte 0º-1ºOeste). Os bichos rolando tentam me pegar na falha do meu timming, vejo que tem uma escada (Eta, Curiosidade!) mas vou pro sul. Encontrei uma vila (4ºNorte 0º). Numa casa destruída e com ossinhos, encontro um baú com óleo... mas não posso comprar porque já tenho!
"O aluguel deve ser barato..."

Na casa com pessoas ainda, encontro uma estalagem (Inn) por 20 chifres, a chave vale 60, a maçã 100 e o óleo 160 paus, digo, chifres. Conversando com as pessoas entendo que estou em Kari-Kari, e um cara procurava por uma corda mágica que permitia acessar lugares incríveis, mas Death Adder pegou-a. (Putz! Sempre ele!) E me falam de um Labirinto à Oeste da Vila.

Labirinto III, ou Quase!
Vou procurar, encontro o lugar, indo 1 tela pro Sul e 3 telas pro Oeste (3ºNorte 3ºOeste), guardado por alguns escorpiões, o chefe deles é o vermelho, o que confirma minha teoria das cores. Lá está o labirinto. Tem mais monstro e é mais difícil que o outro. A Tocha é necessária em algumas salas. Tem Fantasmas, os Homens-boi (Primeiros chefes de Golden Axe II) são verdes aqui e achei um teleporte. Encontrei o item do labirinto, a tal corda mágica! Mas eu morri.


Eles não esqueceram o Anão.
Apareço no início do Labirinto, e confiro o menu, a corda ainda está lá. Meus corações são reduzidos a 3 cheios. Me bate um arrependimento, e saio por aí, quero testar a corda (sim, sou um irresponsável) e vou procurando áreas rochosas. Nas paredes lisas aperto pra cima e surge a corda! Comprei uma maçã uma tela ao Oeste e duas ao Norte de Kari-Kari. Nesta região vou subindo e encontrando gigantes com pedras! Eles são pauleiras, além das pedradas caírem na diagonal em mim. Olha só, achei uma Vila dos Anões (7º Norte 3ºOeste). Eles me agradecem por ter salvo Guilius e me dão 100 chifres!
 Encontro também o primeiro cassino (9ºNorte 2ºLeste), deve ser divertido, afinal, estou com sorte: Ganho 30 pilas, mas perco 60 pilas na segunda jogada. Putz! 

Onde está o Wally? Digo, o Bárbaro?
Aí, lembro que no Sul tinha uma caverna (2ºSul 2ºOeste) e um homem falou que tinha um cara naquelas montanhas que além de mestre em espada, dominava magia sobre pedras. Será que é quem eu tô pensando? Vou ao sul de novo, aquela areia no meio do continente verde, me dava desconfiança. Lanço minha cordinha (2ºSul 3ºOeste) e vou parar numa caverna com gigantes e puladores. Corto algumas árvores e quem que acho? Sim, o próprio Ax Battler ao som da trilha de Golden Axe I.

"Bem, em que posso ajuda-lo na minha humilde toca?"

Ele fala que quer enfrentar Adder pois matou sua irmã ("Pobre criança", ele diz, na verdade era sua mãe que foi morta) e me oferece a Magia Earth por 50 chifres! Eita! Os heróis ultimamente não oferecem as coisas por generosidade... Tenho 55 chifrinhos. Tome, herói unha de fome! Vou testar minha aquisição. Ela petrifica monstros e some rochas. No ponto 1ºNorte 2ºLeste, experimento a magia, vejo uma mulher que me oferece um túnel por 10 chifres, mas acabei perdendo uma grana pelo caminho pois comprei um maçã dourada e encontrei uns ladrões do deserto. 


Voltando ao Roteiro...
Bem, faço meu balanço. Vou lanchar e retorno para aquele deserto chato. Entro na dungeon vou ao fundo. Enfrento o boss e agora capricho usando a magia. Ele é outro Gigante boss de Golden Axe, mas ele é dourado, (o que indicava mais poder no Arcade) e usa magias: uma explosão ao redor, outra um zig-zag dentro duma bolha. Se me engano a dupla é Matt e Bolt, este deve ser o Bolt. Uso minhas magias escapando igual um louco e dá certo. Consigo o cristal verde e 7 corações, acho que já valeu tanto explorar, vou parar por aí...
           
Fiquei Feliz!


Nenhum comentário:

Postar um comentário