quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Master Review - Asterix (1991 )

Saudações Pessoal, 
É o Rodrigo novamente trazendo mais um game vindo diretinho dos gibis. Desta vez nosso passeio não será nos USA, no Japão ou mesmo no Brasil, mas no lugar em que o Master System também foi rei: a França!

Confiram comigo este review sobre o primeiro game de uma das séries bem sucedidas do Master: Asterix.


Na tela de inicio, a opção entre inglês ou francês.
Carrego boas lembranças de Asterix na minha infância, quando passou pela primeira vez na Bandeirantes, nunca esqueci aquele diálogo:

OBELIX: Asterix?...
ASTERIX: Fala!  
OBELIX: Posso ser amável com ele?
ASTERIX: Pode...
OBELIX: POW!

Assim me tornei fã inveterado da dupla, e para minha bela surpresa, vi os dois em atores de carne e osso na adolescência, estrelando Gèrard Depardieu como Obelix.
Por incrível que pareça, nós brasileiros conhecemos os gauleses melhor que os norte-americanos e os japoneses, daí que foi lançado no sistema em que era mais popular: O Master, como Asterix, era popular no Brasil, Europa e Austrália. Este game foi como os de Mickey e Mônica (que tem a mesma idade do Gaulês), com a missão de popularizar terreno para a SEGA.


No enredo do game, como todos sabem pelos quadrinhos ou pelas aulas de História, em 50 a.E.C o Mundo Antigo era totalmente governado pelo Império Romano. Quase totalmente, pois uma pequena aldeia bárbara resistia aos ataques de Cesar. Eram os gauleses cujo segredo de sua força e bravura era a poção mágica feita pelos druidas. Cesar teve a ideia de sequestrar o druida responsável pela poção, Getafix. 
Sem a poção, os gauleses vão fraquejar e enfim, serem derrotados. A missão para resgatar o sacerdote cabe aos dois mais valentes heróis da Gália, Asterix e Obelix, com seu cãozinho Ideafix.
Dica: Nesta fase, você tem que se ligar com o pântano que afunda
e com os caldeirões que podem tanto  servir de plataformas, quanto de túnel.

GRÁFICOS E SONS
Parece exagero, mas um colega disse que achava se tratar de um game de Mega Drive quando viu o jogo ser rodado. O game abusa dos 4 Megas do cartucho, com  a paleta de cores próxima do desenho da TV, animações de ver os personagens até piscarem o olho, como nos games da Disney. O som me lembra também os especiais pra TV. As cut-scenes (podendo escolher inglês ou francês, que acho melhor) dão grande charme ao game, com certeza exigência de seus criadores, Albert Uderzo e René Goscinny.   

Dica: Numa das fases mais difíceis do game, você tem hora de
esperar a  plataforma aparecer, e  destruir no momento certo
as barreiras para nem ser esmagado nem cair no precipício.

TRÈS BIEN!
O game em si, nos mostra claro a influencia de Super Mario Bros. Plataformas com pancadas e quiques, e principalmente a descida girando dentro dos poços e túneis, vai nos lembrar de outros bigodudos... 
Você com um ou dois jogadores alternados, pode optar entre o pequeno Asterix ou o imenso Obelix. Se você já imagina que a diferença entre eles é que um é rapido e outro é forte, você errou... ainda não neste game! Obelix não precisa da poção mágica, pois caiu em um caldeirão dela quando pequeno,  tem vantagem por sua altura e seus socos que detonam paredes, já Asterix precisa da poção pra quebrar blocos, mas elas dão outras vantagens como andar sobre a água e lama temporariamente.  Os ossinhos ao serem coletados 500 levam a uma fase bônus com uma coleta de itens pelo cãozinho Ideafix. 
Cuidado com o boss Carrasco, as
abelhas voam em direções aleatórias.
As fases vão da aldeia gaulesa, atravessando a Europa, até encontrar Cesar. Um chefe que sempre irá aparecer é o chefe carrasco, que sempre aparecerá ou tremendo a terra ou mandando abelhas em você. Mas o desafio é pauleira, nadar e criar plataformas, ou explodir na hora certa o bloco na fase que empurra a tela não é pra iniciantes, mais dificil que a média de qualquer game da Era Playstation... No fim, estaremos na própria Roma, em um labirinto no palácio de Cesar.
        

Asterix e sua série é um marco para os games na França, a outra terra do Master System, a única pena é que não houve port do game do Tintin do Game Gear para Master, aí estaríamos na própria Paris ao ligar o SMS! 

Au revoir, mon ami!!

8 comentários:

  1. Parece muito bom mesmo. Muito bonito. Asterix e obelix são parte das poucas animações que conseguiram vingar sem ter nascido no eixo japão-eua. Nisso merecem respeito.

    Parabéns pela análise =D

    ResponderExcluir
  2. Òtima analise, este game me traz lembracas gostosas da minha ingancia, eu tinha esse e o outro que foi feito o tv colosso sabe, me divertia muit com ambos, este ai todo fds eu tinha que finalizar ele rsrsrsrs, era a lei chegava domingao hora de fechar asterix kkkkkkk.

    ResponderExcluir
  3. Análise bacana! Asterix para Master System é um clássico, alugava direto nas locadoras, as músicas são inesquecíveis, enfim tudo nesse jogo é acima média!

    ResponderExcluir
  4. ASTERIIIIIX!!!

    Mandou muito bem, Rodrigão! Adoro esse personagem, adoro os quadrinhos e os desenhos, e este jogo é um dos melhores que faz jus ao gaulês! A primeira vez que assisti Asterix foi depois de alugar o game, eu adorei o jogo e nem sabia do que se tratava, aí um belo dia na mesma locadora achei o VHS de Asterix e a Surpresa de César (inclusive o diálogo que você mencionou é deste longa metragem), e desde então me tornei fã. Asterix tem um humor muito inteligente e interessante, e personagens muito divertidos! Depois dessa vou assistir os longas que tenho aqui, acho que vou de Asterix entre os Bretões, filmaço! =)

    Quanto ao jogo, a SEGA caprichou demais neste game hein? Os gráficos tem cara de jogos iniciais do Mega Drive, acho até melhor que os gráficos de Alex Kidd in Enchanted Castle, por exemplo. E esse jogo é difícil pacas, a fase do Pântano é um filhote de cruz credo de tão tensa que é, mesmo hoje eu tive dificuldade em passar dela.

    No mais, excelente review! Abraços

    ResponderExcluir
  5. Curto muito esse jogo viu marcou minha infãncia alugava direto na locadora mas nunca consegui zerar ele é um dos meus jogos favorito tem uma boa trilha sonora principalmente na fase do pântano.

    ResponderExcluir
  6. Foi um dos jogos que mais joguei na infancia, um classico absoluto!

    ResponderExcluir
  7. Esse jogo do Asterix é bom demais! Lembro de ter alugado algumas vezes pq meu pai sempre foi muito fã dos Gibis e eu acabei pegando um pouco disso (especialmente pelo desenho animado). E o filme, que vc mencionou, também era legal, né? Nossa, misturei tudo aqui! hahaha
    Sobre o jogo, sério mesmo que chegaram a confundir com gráficos de Mega? É realmente a melhor prova de que capricharam na arte do jogo!
    O engraçado é que eu não me lembrava da fase de bônus com o Ideafix, acho que preciso rejogar pra lembrar de todos detalhes.
    Muito bacana o review.
    Abraço

    ResponderExcluir
  8. Este jogo é um dos melhores do master, alugava direto e fiz final várias vezes! Uma vez eu e meus primos deixamos o videogame ligado a noite toda e fomos dormir para não perdermos o progresso no jogo e termos que começar novamente. Isto prova como antigamente os consoles eram mais resistentes. A fase com a biga era uma das melhores deste jogo!!

    ResponderExcluir