segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

Master Review - Star Wars (1992)




E aí, pessoal! Ansiosos para o lançamento da continuação do maior clássico da ficção científica de todos os tempos? Em homenagem ao Episódio VII, encaramos aqui, detonadinho a versão Master de Star Wars.



NUMA GALÁXIA MUITO DISTANTE...

Star Wars foi um game que chegou atrasado no Master, produzido pela U.S Gold em parceria com a Lucas Films, que detinha o direito sobre todos os produtos da famosa série, antes da Disney. 

Não seria exagerado dizer que, ao lado de "O Senhor dos Anéis" de J.R.R. Tolkien, Star Wars de George Lucas é considerada a mitologia dos tempos modernos: Uma grande narrativa de aventura em tons épicos, uma profunda dimensão de mundo (ou melhor, galáxia), uma luta moral pelo bem e o mal, o primeiro vilão do cinema realmente adorado pelos fãs.

Devido às limitações tecnológicas (no final dos anos 1970) a série começou com Episódio IV, o encontro de Luke Skywalker, um jovem fazendeiro criado pelos tios, que é levado pelo destino a seguir os passos de seu pai, Anakin, um grande guerreiro Jedi, e enfrentar o Império, controlado por Sith Palpatine e seu general, Darth Vader.

GRÁFICOS E SONS
O jogo é baseado diretamente no Episódio IV "Uma Nova Esperança", o que é uma pena, pois a grande diversão só estava esquentando quando entra "O Império Contra-ataca" e "O Retorno de Jedi" (este estrelou no G. Gear) e praticamente é baseada na versão NES, o que nos permite fazer comparações. Uma pena que o NES teve sequencia, o Master, não.

A música e os sons são bem mais arranjados na versão Nintendo, e os barulhinhos dos ricochetes dos lasers nos cenários do Master soam ocos, e por isso, irritantes. Mas som do sabre de luz, bem fiel ao original. A música, mesmo inferior, entretém principalmente quando você ouvir a música tema de John Willians em remix no Sandcrawler! 

Já os gráficos, entendi porque a  Ação Games colocou a pontuação máxima pro SMS: eles dão um banho no NES, pela vivacidade das cores, Luke pode parece meio cabeçudo (naquele estilo D. Dragon, Great Volley ou mesmo P. Star), mas bem melhor desenhado. Os cenários transmitem uma bela sensação hi-tech e mesmo é possível ver a poeira quando seu personagem desacelera.

Devemos também à parceria da Lucas Films que garantiu um jogo diverso, mas fiel ao universo Star Wars, usando personagens e cenários encontrados em outros filmes, sem ferir o ritmo do filme original.   

QUE A FORÇA ESTEJA COM VOCÊ
Os controles, apesar de ser enlouquecedores na adrenalina, são mais ligeiros que a versão Nintendo, mas não são bolinho. O Botão 1 é o ataque e o Botão 2, o pulo. Mas você pode segurar o 1 para correr. 

O pior é que em muitos trechos você terá que correr para saltar (bem no estilo Levitação Jedi) para saltar rapidamente em outro trecho, ou se espatifar no chão com uma explosão (sim, as quedas te machucam). 

Um erro da Ação Games é que dizia que você podia escolher entre Luke ou Han Solo para salvar a princesa Leia (parece roteiro do Double Dragon). Na verdade, você forma uma equipe conforme encontra os personagens, adiciona-os ao seu time. Você segue o ritmo do filme, mas às vezes pode passar adiante sem completar seus objetivos ou recolher personagens, o que dificulta o seu caminho.

Vamos falar dos aspectos técnicos do game:
Menu do início do jogo, apenas Luke e C3-PO.

PERSONAGENS
Luke Skywalker (Mark Hamil) - Personagem principal, o jovem filho do Jedi Anakin. Tem a vantagem de usar o laser e o sabre de luz, se tornando o Padawan de Kenobi. 
Han Solo (Harisson Ford) - Piloto espacial sempre acompanhado de seu parceiro Chewbaca (que só é mencionado no jogo), tem o laser mais poderoso.
Leia Organa (Carrie Fisher) - Princesa de Alderaan, liderando a Resistência, presa por Darth Vader, ligeiramente mais rápida que seus salvadores.
Obi Wan "Ben" Kenobi (Sir Alec Guiness) - O último Jedi, treinado por Yoda, ele será seu guia espiritual, capaz de usar a Força pra ressuscitar Han ou Leia.
C3PO (Anthony Daniels) - Droid tradutor de Leia, dará informações, mas ao escolhê-lo como líder do time, morrerá de medo!
R2-D2 (Kenny Baker) -  Pequeno droid que trará a mensagem de Leia, é um ótimo navegador de naves e hacker.       


ITENS
Faster Blaster - Laser mais potente que o Blaster comum.
Light Saber - A grande arma do Jedi, mais poderosa que qualquer pistola.
Crystal - Esta joia recarrega sua vida, dependendo da dificuldade do jogo.
Tie's - Parecem obturação de dentes, mas é o Escudo da Nave.
Luke - O rosto de Luke lhe garante vidas.  

VEÍCULOS
Landspeeder – Locomove Luke por Tatooine.
Milenium Falcom – Nave de Han. possui Tie’s, os escudos de Defesa
X- Wing – Nave da Resistência. Possui mísseis e lasers ilimitados

ESPÉCIES ENCONTRADAS

Banthas – Parecem triceratops, servem de montaria em Tatooine 
Rasta Aliens – povo violento, usam lanças.
Besouros – Voam nas cavernas e te perseguem.
Ratos Womps – Pequeninos, mas traiçoeiros, disfarçam-se de rocha. Lembram os motavianos de P. Star.
Povo da Areia (Tusken Raiders) – encondidos em seus mantos, mestres no uso dos bastões.
Boba Feet – Caça recompensas em Mos Eisley.
Jawas – Escavadores marrons.
Alien Verde – capangas do terrível Jabba, que aprisiona princesa Leia no episódio VI
Alien Azul – como o alien verde, mas é indestrutível.
Smooth Trooper - São humanos soldados do império. Também lembram a tropa de Lassic de P. Star. Alguns tem voo, outros se abaixam e ainda alguns contam com artilharia pesada. Estes últimos só correndo. 



INICIO
Tudo começa com a cena da princesa Leia sendo atacada e enviando os Droids para Tatooine...



CAVERNAS DE TATOONIE
C3-PO inicia a estória do Game.
Luke está no planeta Tatoonie a bordo de Landspeed, e acabou de comprar C3-PO. Na versão do filme, ele compra R2-D2, (este optou pelo modelo azul invés do vermelho). C3-PO que colocará Luke na aventura atrás de R2-D2. O Landspeed não tem armas e sofre dano ao esbarrar em radares, lasers ou pior de tudo, nos Banthas.


Cave 01-09 - início
Cave 02 - Caverna Verde norte
Cave 03 - Caverna Verde leste
Local 04 - Sandcrawler
Cave 05 - Obi Wan kenobi
Cave 06 -Caverna Roxa
Cave 07 - Caverna Merrom
Ponto 08 - Mos Eisley 


CAVERNA 01 - Não recomendo trocar de caverna. A primeira é a que possui no fim o Faster Blaster. Bom pra treinar os saltos e corridas.

SANDCRAWLER - no canto extremo Noroeste de Tatoonie, encontramos o Sandcrawler, aqui é bem diferente do filme, baseado em outros filmes da série. Esteiras, aspiradores verticais e Womps dominam o lugar. Cuidado com os "elevadores", pois eles esmagam você. Se cair de uma esteira sem saltar terá de voltar o trajeto. Você andará formando quase um "S" no prédio,seu objetivo é subir até o extremo alto direito do lugar. É onde achará R2-D2. 
Se segurar o 1 na esteira, vai voar longe, então aprenda a controlar a queda.


Se cair neste trecho, ficará difícil achar R2-D2  
R2 demonstrará que pertence a Obi Wan Kenobi e é pra lá que nós vamos.

KENOBI'S CAVE - Esta caverna fica do outro lado de Tatoonie, no Nordeste numa caverna grande, cuidado com o Povo da Areia e os besouros. Ben Kenobi está na parte baixa da caverna a esquerda cercado por espinhos. Se não achar R2 primeiro, ele mandará você voltar. Ben vai conversar com você e você verá a mensagem de ajuda da Princesa Leia em Alderaan ("você é minha única esperança"). Ben irá com você, e entregará seu Sabre de Luz


OUTRAS CAVERNAS - Antes de sair do planeta é bom conseguir uns itens nas cavernas. Não ligo pra vidas, mas é importante conseguir escudos Ti'es pra nave. Vá na caverna logo ao sul da de Kenobi. Uma caverna verde com monstros simples, como as lesmas. Desça rápido e pegue os escudos. O truque é voltar na caverna, mais 7 vezes, lá terá outros escudos.



A caverna roxa tem vidas,mas aí enfrentará uns bichinhos mais difíceis.   
A Caverna marrom possui jóias e escudos, mas tem Tusken Raiders. Pronto, agora dá pra ir pra Mos Eisley.


MOS EISLEY - Este porto espacial que você encontrará os primeiros Smoothtroopers. Alguns voam o que dificulta seu combate. Fique atento na portinha do bar. 



Eu várias vezes não sabia que dava pra entrar aí. No bar, cuidado com os aliens azuis, mas fica livre pra detonar os verdes. Você encontrará Han Solo de bom humor.


Agora vamos pegar uma nave no andar de cima do Hangar, use os tubos de sucção, você andará como um quadrado (cima, direita, baixo, esquerda) cuidado com os Laser nos cantos, se já pegou os 8 Escudos, não se arrisque.



ALDERAAN NÃO EXISTE MAIS - Você pega o Milenium Falcom, e parte pra Alderaan, planeta de Leia (assim achávamos). Mas o que você vê é um monte de rochas pois o planeta foi destruído pelo raio de Atração da Estrela da Morte. O lance aqui é desviar. Suas chances serão maiores se tiver R2-D2 e Han como navegador e piloto. Eu me dei mal toda vez que tentei sem um deles...

Você foi tragado pelo Raio de Atração da Estrela da Morte.
   

ESTRELA DA MORTE 1 - A bordo da Estrela da Morte, o truque é colocar R2-D2 para "hackear" o computador central. Primeiro, você subirá os dutos, só cuidado com os Smothtroopers com artilharia pesada, eles são invencíveis. Esta é a parte mais emocionante do jogo.
Entre na primeira porta e R2-D2 poderá mostrar o mapa da Estrela da Morte. Deu trabalho, mas para facilitar sua vida (e poupar vidas!) evitando o botão de Pausa, trabalhamos no Mapa abaixo:


Os elevadores, que parecem ter o símbolo da Chevrolet, aparecem todos numerados. No fundo deste labirinto tem uma vida. Cuidado, após elevador 1, deverá saltar mas há um abismo que é morte certa. Você deve treinar o impulso para saltos até plataformas bem estreitas. Se você cair do trecho 9, pode morrer. Cair do trecho 7, ou 8, 17 ou 18, terá de voltar tudo de novo! Chegamos até o Raio de Atração.
  
RAIO DE ATRAÇÃO - Aqui, o melhor personagem é Han que tem um tiro mais potente, você segura a escada do canto e quando o laser atirar, você salta pra trás e atira no núcleo do dínamo.




PRISÃO DA ESTRELA DA MORTE - Agora com o caminho livre, você deve procurar a princesa Leia que está numa cela. Você deve se localizar entre corredores com elevadores (que as portas parecem merchandising da Chevrolet) e deve primeiro achar Leia e depois achar a saída. Neste segundo trecho, mais difícil, está cheio de celas, mas Leia está na última. Também possui  um abismo que é morte certa e uma vida no fundo após pegá-la no elevador 10, deve voltar até o elevador 7 e pegar o elevador 9. No elevador 13, cuidado com o robozinho centrífuga, e entre na cela pra salvar Leia, (pena que a imagem não é muito boa). 
Agora você tem a princesa disponível. retorne ao elevador 9 e pegue o elevador 14. Se conseguir chegar ao ponto 21, você conseguiu!   

Pena que a imagem do game não ficou tão boa...

Quando usar Leia, poderá ouvir um música suave e melódica, diferente da frenética trilha de Luke e Han.  Enquanto Leia e Han ficavam batendo boca no filme (e deu um selinho em Luke, seu irmão!) bora fugir!

Imagem da versão GG.


COMPRESSOR DE LIXO - Agora um trecho bem chatinho. Você deve usar esteiras para saltar para andares maiores, mas tem espinhos te esperando. No "segundo" andar tem um alien que lança um raio, ele é invencível, ou quase, deve atirar várias vezes na roda de seus pés, e com Luke mandar o sabre de luz nos pés. Difícil, mas isso vai evitar que ele te atinja numa queda acidental no "terceiro" andar que você salta duma esteira pra outra. No quarto andar, é um inferno, tem as esteiras com espinhos e se você bate no teto não consegue chegar do outro lado.

HANGAR DA ESTRELA DA MORTE - Que Superman, que nada. Aqui você usa a Força pra ir saltando. Suponho que neste momento, Ben Kenobi morre, e se torna a voz interior de Luke.
"I'm your father!"

FUGA NO MILENIUM FALCON - Agora você foge da Estrela da Morte sem temer o Raio te puxando de volta. E os caças do Império estão atrás de você. Mas dessa vez, você tem os lasers, mande bala!



ATAQUE À ESTRELA DA MORTE - Em Yavin, você entra para a Resistência. Corre para a sua nave, o X-Wing que seu pai Anakin era famoso como piloto. A missão é atingir o ponto fraco da Estrela da Morte, onde causará uma reação nuclear. O próprio Lord Vader estará numa da naves atrás de você.
Primeiro, você tem que mandar ver na pontaria em primeira pessoa.
Na segunda, com visão de cima precisa controlar a nave com os tiros. desviando das paredes da Death Star.


END GAME - Você conseguiu! Agora pode receber honras pela primeira vitória da Resistência. Agora é curtir uma cutscene muito bem feita, que continua em O Império Contra-Ataca.




CONSIDERAÇÕES FINAIS
Star Wars foi uma boa lembrança, de um jogo aproveitado para o Master System quando foi permitida a conversão. Como seria bom se tivessem lançado as sequencias para o 8-bits da SEGA, bom pelo menos ainda tem a versão Game Gear pra curtir! Adrenalina, opções de personagens, gráficos charmosos, um clima de sci-fi anos 70 com um ar mais 90, e claro, seu filme favorito controlando na telinha num console clássico!
Para entrar no clima do lançamento do Episódio VII, recomendo pra esta semana! 





2 comentários:

  1. Eu tenho esse cartucho mas, nunca levei muito a sério.
    Tem que ser meio Jedi para controlar o personagem, que é muito arisco: "Depois eu jogo direito", pensei.
    Mas, este depois nunca veio. Hehehehe!!!
    Até mais!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Comigo foi também assim, Douglas.
      É mais um jogo que protelei 2 anos pq sentia o Luke "escorregadio" demais. Mas quando peguei o jeito (E disse: "Cara! é um jogo do Star Wars!!") eu me envolvi com ele e deu pra ir longe!
      Abraços!

      Excluir