sábado, 11 de julho de 2020

QG Recomenda 2JogUS - 11 de julho

 2 + Jogos + Underrated = 2JogUS

Dois jogos pra animar o seu final de semana e olhar pra fora do mainstream. Quem sabe hoje é não uma boa hora para se divertir ou mesmo dar uma chance a um novo gênero?

Vem comigo?

WonderBoy: The Dragon's Trap
Esse jogo transpira nostalgia. E que Jogo! O bom e velho Wonder Boy III redesenhado chegou chutando bundas nesse excelente remaster lançado em 2017 para diversas plataformas. Músicas reeditadas, cenários desenhados em tom cartunesco que caem como uma luva na repaginada desse clássico tão adorado por muitos (a equipe QG Master que o diga! rs).

Mesclando como poucos jogos já fizeram tão bem o estilo plataforma com elementos de RPG, essa versão de Dragon's Trap ainda conta com o bônus de permitir por meio do acionamento de botões in game revisitar os visuais e músicas originais do jogo lançado em 1989. E é com esse gostinho de quero mais que recentemente adicionei esse game a minha biblioteca e me vi acordado até tarde da noite para desbloquear novas áreas e ter acesso a extras como por exemplo as artes dos personagens e os vídeos com as gravações das (belíssimas) músicas.

Uma bela de uma homenagem a um dos melhores e mais queridos títulos do Master System.


Dungeon Faster
Se jogos ao estilo dungeon crawler são sua praia (ou não), experimente tirar 20 minutos com esse título. Dungeon Faster é talvez um dos jogos mais bacanas que tive a oportunidade de experimentar em um celular nos últimos anos. Desenvolvido pela desconhecida Old Oak Den, a boa junção de card game, roguelike e elementos de RPG é a receita necessária para fazer qualquer um passar horas na frente do celular tentando melhorar atributos do herói ou adentrar uma sala a mais em busca de tesouros.

Cada sala/calabouço possui pisos que podem conter moedas de ouro, dentes, runas, ou mesmo espadas e escudos que aumentam atributos do personagem. Até mesmo cartas são coletadas durante a exploração. Mas eis aqui uma sacada interessante: Algumas cartas, apesar de encontradas nas salas, só podem fazer parte do grimório de forma permanente caso você as utilize na aventura - lembrando que o deck de cartas pode ser editado antes do início da jogatina.


Esse ano, para ser mais exato em junho, descobri que o jogo passou por uma atualização - e por muitas alterações. Além do redesenho de alguns itens, uma mudança significativa foi tornar o jogo mais equilibrado, não sendo mais possível aumentar os atributos indefinidamente logo de cara, o que demanda mais estratégia para avançar até o final da masmorra.


E eu fico por aqui!

Aproveite, divirta-se e até a próxima resenha!

Um comentário:

  1. Esse Wonder Boy The Dragon's Trap eu joguei aquele port com o pessoal da Turma da Monica Resgate e curti muito penei pra caramba em algumas partes e esse segundo jogo não conheço e nunca ouvi falar mas parece ser bem interessante.

    ResponderExcluir