quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

Master Review - Super Man: The Man of Steel (1992)


E aí, pessoal. Tudo em ordem? Hoje me surpreendi com um game que nunca pensei em desbravar. Vamos ver a aventura do Master com o herói mais famoso do mundo. Arrebentemos em Super Man: The man of Steel.




POR QUE HOMEM DE AÇO?
Quando encontrei o game numa locadora que estava passando adiante seus cartuchos (obrigado pela dica, Douglas!), olhei e me deu uma coisa de levar.

Nem minha digníssima, leiga em games (como todos que acompanham, sabem!)  acreditou: “Você  tá jogando o jogo do Super homem?! Não acredito!” A estranheza é bem compreensível. 

Superman, herói pensado na II Guerra Mundial, e que ganhou seu espaço nos anos 50 e 60, criou o modelo padrão de super-herói de histórias em quadrinhos, naquela época era o tipo de HQ que dávamos para nossos filhos de 6 anos lerem e pegar gosto pela leitura. E todos nós já familiarizamos: Clark Kent ou Cal-El, Jimmy, o Planeta Diário, Lois Lane, Lex Luthor, Metropolis, Smallvile, um vocabulário que qualquer criança sabia de cor. Com a mudança do mundo após os anos 1990, mais pessimista, mais anti-americano, mais politicamente incorreto, a popularidade do herói foi abalada. Superman (como o Capitão América e o Homem Aranha), parecia um out-door dos USA no uniforme, seu discurso (que lembra um presidente estadunidense) começou a parecer ridículo ou chato, diante de heróis de mais atitude e menos palavras... E um elemento que incomoda, um herói invulnerável, qual é a graça? Foi perdendo espaço pra outros. Goku (vindo com a invasão japonesa) era quase um deus, mas todos seus inimigos também. Wolverine (também muito poderoso, mas não a nível de deus) e Batman foram os heróis que tomaram seu posto de preferidos hoje, são politicamente incorretos e “sabem lutar bem”, para compensar seus limites. (“O Super Homem nem dá chute,” assim zoava um amigo meu). 



Tentaram dar uma revigorada no herói, tiraram os bordões já ultrapassados (“É um pássaro? Um avião?...”), ele parece ficar mais irritadinho quando vê seus arqui-inimigos, no último desenho da Liga questionou o poderio americano (nas entrelinhas), sua visão de calor virou um laser mortal e até um diretor tirou a famosa cueca por cima das calças em seu filme.  Daí que minha digníssima, conhecendo de longe essas nuances do mundo nerd, estranhou minha escolha por um cartucho do Homem de Aço. Dei uma chance que nem eu mesmo entendi...

Voccê é sempre Notícia!

ENFIM, SOBRE O GAME
 Num jogo teatral, feito comigo e duas colegas nerds, todo mundo percebeu uma coisa: o único vilão conhecido do Super Man é o Lex Luthor! Somente nós 3 lembrávamos numa improvisação o nome de outros vilões (Coringa é do Batman, pow!) Neste game, nada de Luthor. É Brainiac, o ciborg vindo de Kripton que rapta Lois Lane e põe o Azulão em ação. Sim, tema previsível (roubar a namorada é desde o Double Dragon), mas um vilão menos previsível. Neste game encontramos outros vilões do Super como Diva, Metallia e até o Homem Brinquedo!  Eu queria o Dark Side e o Bizarro, mas não rolou.

No alto do Predio, Prankster joga flores em você.
Bata o máximo que puder sem chegar perto. 

GRÁFICOS E SONS
Man of the Steel é um game da Virgin portado pela U.S. Gold . E portar o game para o Master foi elogiável, mas não ótimo. O Homem de Aço está bem reduzido no cart de 2 Megas. A abertura de cada fase aparece o herói na primeira página do Planeta Diário. Os cenários são variados, se movem bem e são bonitos, mas bem pequenos. 
  

Os sons possuem a famosa música tema de abertura. Traduzem bem as aventuras do Azulão. O ponto fraco são os efeitos sonoros, inadequados para as pancadas e raios, principalmente no Game Over

Fase de Voo vertical, cuidado com as
pedras negras, tem criptonita nelas.

ISSO É UM TRABALHO PARA O SUPER-HOMEM!
Estes não são problemas que vão tirar o prazer do jogo. A única queixa que faço é o alcance do golpe do soco do herói, como em Monster Word ou Double Dragon. O herói é pequeno, eu sei. Os controles exigem precisão. Super corre e voa, tendo algumas fases apenas no ar. Seus ataques são Socos no chão e sua Visão enquanto voa. Para isso, há dois power Ups escondidos, no céu ou dentro de robôs. O Escudo do “S” Azul lhe dá a Visão de Calor (extremamente importante) e o Super soco (Aí o alcance fica razoável), que você segura e aumenta o dano e o alcance. O Escudo Vermelho aumenta o seu Life. 


Use o Super Soco ou a Visão de calor contra estas portas.
Aqui, você tem que achar as crianças e encontrar Metallia.

Ficam os controles assim:
Dica: Pra finalizar esta fase, seu voo tem que ser
tão rápido que atinja o canto direito da tela.

Botão 1 – Salto/Uppercut.   
Botão 2 – Soco em pé ou Agachado.
Botão 1 segurado – Voo. Ele é automático se você cair de um prédio ou estiver no céu.
Botão 2 segurado – Super Soco (bom pra destruir paredes).
Botão 2 no ar - Visão de Calor. 

Esta fase é linear, mas tem os canhões de criptonita pra impedir que tenha um voo livre.
Cuidado com Diva atrás de você, você a atinge e ela volta depois.

E os inimigos? Bem, aí é que está. Brainiac pensou em tudo. Tudo na base da criptonita, senão o herói nunca morreria. Tem canhões verdes na primeira fase, atrapalhando o voo do herói. Em outra fase, Cal-El salva crianças numa indústria, coisa que me fez lembra r de Moonwalker. Há fases divertidas como a do Metrô que vai atingir o Banco, ele está cheio de bombas e Metallia te esperando,  ou quando ele voa e desvia de explosivos teleguiados no ar. E claro, entrar na Doom Star atrás de Brainiac e Lois.




PARA O ALTO E AVANTE!
Depois de tudo isso, posso falar. Man of Steel é um jogo médio, não é maravilhoso, mas dá uma boa dose de desafio e variedade, fica fácil quando você domina o voo. E Lois tá linda nesse game, ela merece ser salva. Pegue sua capa e bora pro Alto!



5 comentários:

  1. Respostas
    1. A versão do Master tem gente que diz que é melhor que o do Mega, por um único detalhe: o Superman voa! rs

      Excluir
  2. Sempre vi na locadora mas nunca tive a coragem de alugar esse jogo mas vou dar uma conferida nesse game.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um jogo diferente, se considerarmos jogo de Master, o personagem voa quando quer, mas outros poderes são limitados. Acho que para fãs e não fãs (como eu) do herói, faz muito bem seu papel.

      Excluir