domingo, 28 de agosto de 2016

How to Use - Miracle Warriors (parte II)


Olá amigos!
Finalmente, vamos pra segunda parte da nossa viagem em busca das outras companhias. 

Vamos nessa.


Bem vindos a Apheidas!

DESERTO EM APHEIDAS
Estava numa vilazinha que cobra por uma Ressurreição. Agora vamos andar pro Oeste para o Terceiro Continente, Apheidas. 
Antes de chegar neste pequena "Terra" (Land), a terceira da nossa Quest, você encontrará um Castelo entre montanhas. O Rei também me manda voltar quando eu tiver Dentes pra ele. Os Reis deste mundo são meio fascinados por dentaduras...

Ando por todo aquele deserto, e percebo que os monstros são bem poderosos! Há uma serpente da Areia com Life alto e poder de Fogo. E ante disso, outro monstro com poder de Fogo aos arredores do Castelo é o Gurol, que parece um demônio indiano, em compensação ele dá 6000 pilas. Após apanhar de uns bichos "típicos", vou buscar socorro na cidade ao norte da ponte. Um dos Travels no caminho me avisa que o segundo companheiro é capaz de abrir qualquer tranca. Se teremos um ladrão no grupo, não sei.

O SMITH DE HIERAX
Na parte sul, bem no encontro do prado e do deserto há mais uma Vila. Pouco entendi na hora, mas aqui há um Ferreiro (Smith), o melhor de todos, pois por 60 mil guilders poderá consertar armas mágicas. Paguei uma vez, mas achei caríssimo.

ERVAS DE MINOS
 Eu me curo nesta cidade e estoco umas ervas, na verdade, a única chave de sucesso é voltar a cidade quando só tiver 2 ou 3 Herbs. Os personagens que encontro na cidade já são graficamente mais diversos dos que tenho visto padronizados. Pago as 500 pratas pro ancião e ele me diz que: "Wield the Sword of Apeidas Castle and the curse of Knight will do no Harm". Então preciso da Espada de 300 dentes pra vencer o Ossinho ambulante!
Agora, o Smith de Oruk por uma quantia mais alta, 12 mil, se oferece pra me acompanhar, uma oferta bem melhor que a anterior. Agora ele aparece na minha tela de Status, e meus equipamentos não mais aparecem perdendo pontos. 

TRAUMA EM MENOS
Sigo para a ponta Nordeste. Tenho de passar as montanhas, encontro um White Monk, que me dá um conselho genérico. Ufa! Muita sorte, os monstros de montanha são de lascar. Tem uma caverninha perto de Menos, mas  evito o lugar. Encontro o ancião e pago este tributo pesado... ele fala que "A staff found in Eratos will help thee kill the evil creatures guarding the Armour of legend". Entendo que é um item poderoso, talvez sem ele não poderei vencer.
    

A tentação é grande e entro de curiosidade na caverninha. Mas ao invés de um labirinto, dou de cara com um boss! É o Senpi, uma raposa azul de duas caudas (que original, japas!) parecido com o Ang de Phantasy Star II. Eu e Guy vamos com tudo... E tudo se foi! Guy morreu primeiro e um turno depois foi minha vez. O bicho é fera em mandar uma magia de Fogo que arregaça os dois ao mesmo tempo.

......

VOLTANDO O CAMINHO...
Depois de alguma terapia e recompondo pedaços de autoestima, decido voltar o Game onde salvei pela última vez. Com mais experiência, eu e Guy comprando a Espada do Rei, vamos à ponte. Tenho um plano inusitado: Uso as 11 Sacred Nuts no bichão, que não reage. Me imagino jogando nozes num esqueleto... Boto os dois heróis pra detonar a fera. Quando Guy tá quase arriando, entro com meu personagem. Enfim, a vitória. Só assim foi possível.

A VILA DO BARCO E PIRATARIA EM TEMPESTADE
Chegando em Kadmos, uma vilazinha, me oferecem um barco chamado Argo por 30 mil guilders, meio pesado mas trocando uns dentes, consegui a grana. De curiosidade salvei a partida perto da vila e tentei entra na caverna ao Leste. Estava trancada, e entendi que o Travel deve estar se referindo a estas cavernas, inclusive uma perto de Julus. 


Kyosen te aguarda!

Pego o barco, e vejo que é possível navegar, o gráfico fica meio engraçado, mas tá. Descubro no oceano que tem uma água mais escura a tempestade em Kadia, e não consigo atravessar. Há monstros novos como o Kyosen, um homem-peixe; o Snail, uma cobrinha parecendo alien; e o Dagon, um bicho marinho que parece uma toupeira. 

Antes de chegar, tenho curiosidade de ir no lago no deserto de Apheidas. A surpresa é tanto que há monstros aquáticos iguais ao do mar, quanto tem uma vila que oferece um "Barco para tempestades" mas só entregará pra alguém que tem sangue de pirata.

Mapa de Eratos, sem ele, acreditei que
estava muito longe da península de Kadmos.

CHEGADA EM ERATOS
Cheguei num Continente cheio de montanhas, vou para o sentido Oeste, e acho um Castelo na Floresta. O Rei disse que a Arma que possui não pode ser usada por mão de Homens. Os monstros aqui são bem fortes, como o Ogek, um boizão azul com grandes pontos de vida e o Agama, um dragão vermelho que detona o grupo em chamas, mas vale 5 mil pratas e 34 dentes. Nas florestas tem um bicho verde parecendo uma flor olhuda com boa defesa e poder de sono, caio direto e Guy que tem que me salvar.

TORIF
Ao Sudoeste encontro uma cidade de nome Torif. Acho que é bem central, e posso tê-la como base para minhas explorações. Pago minhas generosas 500 pilas pra ouvir: "I have heard of youths with crystals going to the misty caverns". Fico curioso!

O BASTÃO DE KARME
 Ao sul, usando uma ponte atrás as montanhas, tem uma vila chamada  Karme e vende o Staff of Earthquakes, até quatro, por 10000. Mato vários bichos e compro alguns. Sigo ao Norte da ponte, encontro um deserto e um Monument, uma dungeon.


Dungeon de Silvius

Uma notícia boa é que a dungeon não é tão perigosa, acho o Crystal, e a tela de Dungeon aumenta, fica melhor e o Mantle

UMA DICA EM DORIS 
De posse destes itens, eu prossigo Nordeste e acho outra caverna... trancada! Me pergunto porque passei em 3 cavernas trancadas e aquela do Senpi não. Continuo minha exploração. Atrás do deserto, encontro uma cidade que não tinha visto. É Doris, que parece uma cidadezinha como outro. A dica que encontro com o ancião é: "Iason's Arms are kept in the Mountains Apheidas".

A HORA DA VINGANÇA
Após esta dica, sei que posso ainda estar fraco, mas não resisto. 
Compro em Karme mais Staffs, e volto pra Menos. Ajustar as contas com aquela raposa maledetta!    

Começo a usar os Staffs, que agem como as Nuts, mas mais poderosos. Eu ganho experiência em grupo com seu uso e subo de nível.  Ele fica bem abalado, mas reage violentamente com sua magia de fogo. Venço o bichinho, e ganho mais um Item: a Armor of Kronos! Minha defesa aumenta sensivelmente. 
Mas estou todo estropiado, e corro pra Menos curar os hematomas.


DORIS PARA MAIORES
Volto ao Quarto Continente e volto à Doris. Eu noto que na parte baixa da cidade tem uma casinha com telha azul, a única do jogo e me desperta uma curiosidade. Entro e encontro uma dançarina. É uma visão única em todo o jogo, e não só por que é "bonitinha". É óbvio que ela tem algo. Surge a opção "Spell" e "Awaken, Giant!".  E a dançarina se converte em Medi.



VILA DE IPHIS E CAÇADA AOS EQUIPAMENTOS
Com Medi disponível, ganho mais um minha primeira atitude é ir para o Castelo Eratolia. O Rei generosamente entrega a Espada de Eros para Medi... por 300 Fangs! Chega, dentistas devem ser a casta mais importante das Cinco Terras! Acho irônico, só porque é menina que a espada tem que ser de Eros, o "Amor". Aí, vejo que Medi faz diferença: ela com esta nova arma, ela aleatoriamente usa o "Crushing Attack", aumentando o dano enormemente!

Se Medi realmente abre qualquer tranca, tento abrir as cavernas. Vou em Karme, carrego mais Staffs. Antes de tentar entrar em outro dungeon, vou em uma vila numa península à Nordeste, chamada Iphis. Eles me oferecem por 50 fangs (pouco comparado ao que tanto me pedem)   Um Stone of Protection. Compro sem reclamar.

Entro na caverna próxima de Iphis, Medi a destranca (uma porta numa caverna?!) e encontro outro Senpi. Uso a Stone e consigo inibir a magia do Senpi. Medi morre no processo, mas venço o bicho e consigo um item valioso: A Athena Armor. E quem usaria? Medi... que morreu!

Ressuscito a mocinha que acabou de acordar na Vila em Marula. E começo a investigar todas as cavernas.  
Primeiro, vou a Apheidas nas Montanhas de Idmon, e após uma terrível batalha, consigo o Hector Shield para Guy.
Sigo para Marula e na peninsula de Kadmos, encontro a Titan Armor para Guy. O Guerreiro pra mim está completo e todos de Armadura, com + 10 em Defesa.
Agora, sigo para Arukas, na primeira Caverna, só separada de Garia pelo mar. Encontro lá o Selene Shield para Medi. A Amazona está completa e vai sobreviver um pouco mais, agora que possui + 10 em Defesa. 
Em Eratos novamente, tenho a dúvida de seguir nas montanhas do Norte e uma Ilhazinha à Sudeste. prefiro os monstros marinhos que os de Montanha. 
Penso que lá deveria ser meu destino final, na maioria do jogos é a ilhazinha do Sudeste que tem o fator decisivo. Mas é mais um monstro guardando mais um Item: O Ulisses' Shield para meu personagem.  Descubro que o nome da Ilha é Ikaros. 
Você precisa de Níveis altos pra pedra funcionar neles.

Não pensem que foi fácil, tomei um susto quando estava esperando outro Senpi e era um monstro pior, o Hanj, uma cobra azul com asas. Tanto o Senpi quanto o Hanj, por seu valor lendário diminuem o Carisma de quem os mata. Mas como quase nunca uso o Feather, recarrego meu Carisma ao mesmo tempo que acumulo grana e dentes.

O GHOUL DA LAGOA
Seguindo as montanhas ao Norte, tem um Lago com uma caverna, estou esperando a última Fera e nem Hanj, nem Senpi há lá um "zumbi" que foi transformado por um Monge Negro. Há a Opção de usar o Spell. Não há mais nada o que fazer. E uma boa surpresa: Treo aparece! Fechei meu grupo.



_______________________________________________________
Então pessoal, continuamos a jornada? 
Os leitores devem já ter notado de alguns  paralelos "embrionários" de Phantasy Star, mas ainda não muito originais. Na próxima parte, com grupo feito, vamos partir pro Fim!

2 comentários:

  1. Respostas
    1. Esse aqui é bem a moda antiga mesmo. Os que vieram depois são mais parecidos com os atuais.

      Excluir