sexta-feira, 1 de fevereiro de 2019

QG Recomenda: 10 RPG's Imperdíveis para o Mega Drive!


Fala pessoal!
Quando você fala em RPG's hoje em dia, o pessoal logo lembra dos milenares Final Fantasy e Zelda do SNES, ainda com boas novidades sendo feitas em outros consoles, correto?
Iniciando 2019, eu queria dividir com vocês alguns RPG's que valem a pena experimentar no Mega. Poderia fazer um catálogo com a infinidade de jogos do gênero produzidos, mas quis unicamente sugerir alguns dos meus preferidos que são obrigatórios pra qualquer gamer, mesmo que alguns a memória já  esvaneceu. 
Vamos com DEZ RPG's do Mega, se você curte o gênero, esse post é pra você.


Para isso, dividi a lista em 3 categorias de qualidade.

3º Escalão
Esse grupo de Jogos são em geral listados como razoáveis por parte da crítica, mas os considero gostosos de jogar, e já foram elogiados em sua época, desde que o jogador tenha paciência com eles. Dois deles vem dos RPG's de mesa e acabam acima da média das demais tentativas de conversão. 


10- Arcus Odissey
Um Action RPG simples. Uma Feiticeira derrotada no passado retorna para reconquistar um Reino e um grupo de heróis quer se rebelar contra a tirania. Um Cavaleiro, uma Arqueira, uma Ladra e um Feiticeiro. Você pode jogar com DOIS jogadores. É ação simples, explorar os cenários dividido em fases,  adquirir itens, conversar com aliados e matar monstros. Um estilo famoso por Gauntlet, mas mais desenvolvido.


9- Pirates Gold
RPG de simulação ambientado na colonização do Caribe. Você é um Pirata, cabendo ao jogador escolher década e nacionalidade. Além de saquear navios e cidades, procurará tesouros e os "10 Desafios do Pirata". Um bom título de simulação e enriquece culturalmente com informações geográficas e históricas. Sim, temos o Review deste jogo. Quem gosta do gênero vale também conferir o Uncharted Waters.


8- Dungeons & Dragons: Warriors of Eternal Sun
Único jogo da série D&D pro sistema. A Aventura se passa desta vez no mundo de Mystara, em que o castelo do Duque Barren foi teleportado pra um Vale (os fãs saberão que é o Hollow World) com um Sol que nunca se põe. Você forma uma equipe típica de D&D e seleciona seus status com lances de dados. O game tem visão 3/4 no cenário aberto e labirintos 3D. Fizemos o Review, mas ainda não terminamos o Guide.

Os jogos clássicos de D&D não tem boa fama pelos gráficos e as mecânicas escolhida pra traduzir o jogo de dados, mas este aqui é um dos mais queridos, permitindo várias táticas de luta e grande variedade de magias conhecidas dos jogadores de D&D.


7- Shadowrun
Outro jogo voltados pra fãs de RPG de mesa, com esta versão do jogo da Fasa, para fãs de Cyberpunk e do Universo Matrix. Ambientado num futuro distópico em que os seres da Fantasia renascem. Nesta versão Mega Drive, você é Joshua, um aventureiro que precisa descobrir pistas do assassinato do seu irmão na Seattle de 2058. Vale conferir um título que foge dos típicos cenários de capa e espada, ambientados no futuro, nos lembraremos de Akira e Ghost in the Shell. Trabalha com mundo aberto, e estreou o sistema sandbox, em que a história desenvolve com objetivos paralelos. Inclusive, cobrimos o Review do jogo e devem aguardar em breve nosso Guide.


2º Escalão
Esse aqui é considerada a Sagrada Trindade dos Actions RPG's do Mega Drive. Não são tão famosos por gamers de outros sistemas, mas tiveram muito seu valor na Época. 


6- Landstalker - Treasure of King  Nole
RPG de Ação com visão isométrica. Você é Nigel, um caçador de Tesouros que conhece uma Fada chamada Sexta-feira. Isso mesmo. É um jogo muito bem humorado. A demo de introdução lembra inclusive o clássico Caçadores da Arca Perdida.  Embora não seja muito fã dele pelos controles em 3/4, ele foi bem recebido pela crítica e tem gráficos e sons muito bem acabados. 


5- Crusader of Centy
Outro RPG de ação, ambientado no mundo de Soleil, também outro nome do jogo na versão japonesa (não confundir com Light Crusade, que é outro ótimo jogo). O herói é um jovem que acaba de herdar a Espada do pai e deseja se tornar um herói, no momento em que os Monstros banidos pela Luz no passado retornam da Escuridão. Além da Espada, que o herói se aprimora com um treinamento, há ainda criaturas que auxiliam nos seus poderes. Com uma ambientação cativante pro publico mais infantil, ele tem grande influencia de Legend of Zelda. Acho este jogo o mais charmoso dessa Trindade do Action RPG do Mega!


4- Beyond Oasis
Fechando a Trindade, outro game muito bom, também conhecido como Story of Thor. Em Beyond Oasis, o Príncipe da Ilha de Oasis encontra  um bracelete dourado de um Gênio, e deve vencer o Gênio do bracelete prateado do Mal.
O jogo é o mais dinâmico dos três, com belas animações dos chefes, muita pancadaria, e puzzles criativos. O Príncipe tem muitos movimentos de luta bem no estilo Beat n' Up e usa os diversos gênios evocando o poder do bracelete em um elemento como um rio ou fogueira. Beyond Oasis é super recomendado pelo Adinan.


1º Escalão
Enfim, os RPG's mais famosos e por isso mesmo, mais queridos cuja fama ultrapassa os limites do Console. 


3- Mônica na Terra dos Monstros
Dispensa comentários. Quarto jogo da série Wonderboy, ambientado no Brasil pela Tectoy e a Mauricio de Sousa Produções. Mônica (Shion na versão japonesa) deve libertar a Terra da Fantasia dos Monstros como o Dragão Cospe-Fogo, ajudando seus outros amigos Cebolinha, Anjinho, Magali, Bidu e Cascão. De todos os jogos da Mônica, é o que tem o melhor gráfico, e os coadjuvantes do jogo-base interagem bem pois parecem feitos pelos estúdios do Maurício de Sousa. Quem jogou os outros jogos do Master, verá as fases antigas em releituras bem bacanas. Só as plataformas-móvel da ultima fase, fazem você criar raiva do jogo. De resto, maravilhoso.


2- Shining Force 2
O mais clássico jogo de Estratégia da SEGA. O Reino de Granseal corre perigo e jovens aventureiros juram vencer as forças adormecidas do Mal quando um lacre que as guardava foi rompido por ladrões. O jogo lembra as origens dos primeiros Wargames de tabuleiro antes de D&D. A Arte lembram animes medievais como Records of Lodoss War e Those who Hunt Elves, com um estilo humorado. De todos os jogos da série Shining do Mega, o ShF 2 nos destaca com elementos como o herói Bowie, uma história melhor amarrada, e a busca de itens como o mineral Mithrill nos cenários pra fazer armas mágicas. Para curiosos, o precursor da série, o Shining in the Darkness que faz o estilo Dungeon Crawler também é muito bom. Para quem emula no celular, acho o mais agradável pra se jogar na tela pequena.



1- Phantasy Star IV
Unânime como a melhor série RPG da SEGA. A saga dos heróis que a cada mil anos enfrentam uma Força Maligna (Dark Force) que assombra o sistema solar de Algol. De todos, o PhS 4 é considerado o melhor do Mega Drive. Dosa com equilíbrio os elementos Sci-Fi e Fantasia, usando o humor, o drama, o mistério e a ação também bem dosados. Com gráficos bem acabados, belas músicas (algumas remixes de PhS 1), 200 técnicas e habilidades diferentes, além da referencias aos jogos anteriores, o jogo já superaria os antecessores, mas ainda criou-se os ataques combinados de poderes e as conversas entre personagens o que cria maior senso  de realidade das personalidades. Outros poderiam figurar na nossa lista como o Phantasy Star 2, o primeiro RPG 16 bits, mas acho reservardo aos jogadores mais hardcores.
(Edit: confiram o Mod de Leandro Brueghel, A Era da Devastação)
Se você não jogou, não sentiu o poder do Mega Drive. Você quer uma experiência de esperança, alegria e tristeza? Jogue PhS IV!

____________________________________

Então pessoal? Curtiram a Lista? Espero que me contem também os favoritos de vocês. Tá aí uma boa programação de jogos para 2019! Fica a sugestão.
Até mais!

12 comentários:

  1. Só jogo bom ai pessoal dentre os 10 listados ai não conheço um que é o Dungeon e Dragons os outros conheço bem. Joguei muito e zerei o Beyond Oasis depois de ler uma matéria na revista Oldgamer.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Rock!!
      O D&D temos um review e quero terminar o Guide.
      Beyond Oasis vamos falar em breve. Confere os nossos.

      Excluir
  2. Shining force 2 é ótimo já zerei 3x phs2 fui longe mais não zerei por falta de paciência.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito bom mesmo o Shining. Estou terminando pela quarta vez. Kkkk
      Já PhS 2 eu lamento a alta dificuldade que não envelheceu bem.
      Sugiro pros fãs da série buscar o mod "Era da Devastação" do brasileiro Leandro Brueghel.
      Os personagens estão mais velozes e os níveis melhor balanceados.
      Abraços.

      Excluir
  3. Saudações, Rodrigão!
    Tudo certinho?
    RPGs não são meu gênero preferido (gosto mais dos "de mesa") mas, ainda assim, tenho alguns no meu precário curriculo. Rss!!!
    Shinning Force 1 e 2 são os que mais joguei, justamente, por não ser tão RPG, é mais tático. Uma coisa que se destaca nestes games e que te faz "lutar junto com o grupo", são as animações de durante o combate. Isto, foi de cair o queixo naqueles tempos.
    Outro de Mega que curto muito, é Phantasy Star 4. Mas, esta franquia, é um caso a parte. Apesar de não curtir muito o gênero, PS foge à regra... ela tem um espaço guardado em meu coração, por conta do original de Master System e pela época e o modo como foi lançado no Brasil. Aqueles anos, foram mágicos.
    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Douglas.
      Sei que RPG's você prefere de mesa. A propósito, cada vez mais diferencio jogos bons e jogos que gosto.
      Agora, Shining Force é bacana por focar nas batalhas e estratégias.
      Phantasy Star sei que chega a ser O ÚNICO RPG jogado por alguns usuários de Master e Mega. Faz parte. Tem a questão da nostalgia e a experiência que tivemos. Aqui é mais uma dica pros que estão ensaiando no genero pro Mega.
      Até mais.

      Excluir
  4. Olá! Cheguei aqui pela lista de parceiros do Shugames, e que bela matéria pra se ler! Nostalgia bateu forte aqui!!!

    Dos listados não joguei apenas o Arcus Odissey e o D&D, e o Crusaser of Centy joguei mas não fui mto longe.

    Todos muito bons!

    Pirates Gold é provavelmente um dos jogos que mais aluguei na infância, me divertia muito velejando e sendo pirata!

    Mas os queridinhos, não adianta, são Shining Force e PS! As duas séries sempre me fascinaram! Particularmente curto mais o Shining Force 1 que o 2, mas ambos são jogos fantásticos.

    E Phantasy Star 4... nossa... se eu pudesse eu ia morar dentro desse jogo, muito foda!

    Parabéns pela matéria, vou começar a acompanhar mais o site!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Marcelo!
      Seu comentário é um agrado pra nós.
      Confira estes jogos sim. Eu acho bem divertido o D&D por lembrar em estratégias de combate o Ultima IV, e eu já ser fã do jogo de tabuleiro.
      Eu recomendo partir pro Crusader of Centy, julguei ele mal no início, depois que investi, me diverti muito.
      O Pirates Gold sou apaixonado.
      Agora ShF e PhS são imbatíveis.
      E novamente, obrigado!
      Apareça sempre!

      Excluir
  5. Show de bola Rodrigão, mandou muito bem na lista! Bom, eu sou um viciado em RPGs eletrônicos então essa lista vai me ajudar bastante. Eu ainda não consegui tempo pra jogar o D&D Warriors of Eternal Sun, quero dar uma chance para ele pois meu currículo tem poucos Western RPGs, joguei mais Wizardry, Might & Magic e Ultima. Aliás se não me engano tem Might & Magic II no Mega Drive, dizem que é uma ótima versão.

    Ah e recomendo também alguns jogos do Sega CD, Lunar e Shinning Force CD, vale a pena conferir esses jogos.

    Me interessei pelo mod de Phantasy Star II que você comentou, eu amo esse jogo mas infelizmente não envelheceu muito bem. Tô na torcida para a SEGA lançar uma versão similar ao que fizeram com o Phantasy Star 1, com melhor nivelamento e outros recursos de acessibilidade.

    Abraços e parabéns pelo ótimo post!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom que aprovou a lista, Adinan. Eu até hesitei se faria uma lista que a galera ia gostar.
      O D&D é o melhor feito pra games da primeira à terceira geração. Só o Beat n' Up do SNES pode ser mais divertido, o Might & Magic só conheci o 1, vou conferir o 2.
      O Lunar só conheci a versão GG que é razoável, e pelas revistas. E o Shining CD eu só conheço pq joguei o de GG, que é a versão original.
      Agora o Phantasy Star II era o que faltava e creio que a SEGA perdeu a chance de fazer uma Special Edition na época, considerando a dificuldade na sua estréia de primeiro RPG 16 bits. Nesta versão do Leandro Brueghel, não houve facilitação, mas sim, coerencia com a dificuldade. Você joga gostoso, e não mais morrendo de medo.
      Não consigo convencer ninguém a jogar porque a dificuldade afugenta os novatos. Com essa vai!
      Valeu mesmo!!

      Excluir