segunda-feira, 25 de julho de 2011

Master Review - Sonic The Hedgehog 2 (1992)

Fala pessoal, blz?

Aproveitando o Master Review anterior, aqui estou novamente para falarmos de mais um jogo do nosso querido Sonic the Hedgehog para o Master System. Neste post, pretendo analisar a sua continuação.

Sonic 2 no Mega Drive foi sucesso absoluto, sendo o jogo que mais vendeu no 16-bits da SEGA. Yuji Naka se superou novamente ao aperfeiçoar o jogo original, incluindo um novo personagem à trama, Miles Tails Prower, e melhorando a jogabilidade com um novo movimento, o spin dash. O jogo é maravilhoso e um verdadeiro clássico que nunca envelhece.

Mas, assim como o jogo original, as versões para 8-bits são jogos diferentes. Aliás, neste caso não temos absolutamente NADA do jogo do Mega Drive, no máximo a aparição de Tails e olhe lá... Mas vamos deixar de lado a enrolação e bora analisar este jogo! =)



Sobre o jogo
  • Desenvolvedor: Aspect Co. Ltd.
  • Ano de lançamento: Dezembro de 1992
  • Gênero: Sidescrolling Platform Game
  • Outras plataformas: Game Gear, Wii (Virtual Console)

Não sei ao certo se o primeiro jogo foi um sucesso no mundo todo (pelo menos no Brasil foi), mas Sonic provou ser lucrativo também nos consoles 8-bits, e com isso a SEGA criou uma sequência para Master System e Game Gear.

Aqui não temos mais Yuzo Koshiro na trilha sonora, e embora Tails apareça como uma novidade, nos 8-bits apenas Sonic é jogável, o que pode decepcionar um pouco quem viu Sonic 2 MD. Eu me lembro de ter ficado frustrado por não poder jogar com o Tails na época. Mas prometo que, ao contrário do review anterior, vou evitar comparações deste jogo com a versão de Mega Drive, já que são jogos completamente diferentes.

Desenvolvido pela Aspect, empresa que desenvolveu vários jogos para Game Gear como Virtua Fighter Animation e Legend of Illusion, Sonic 2 possui poucas mudanças na jogabilidade, porém com novos desafios e uma dificuldade maior. Fazendo uma analogia, Sonic 2 está para Sonic 1 assim como Super Mario 2 japonês (conhecido por aqui como The Lost Levels) está para Super Mario 1: Super Mario Bros the Lost Levels tinha pouquíssimas mudanças, um leve upgrade na jogabilidade e um aumento considerável no desafio.

Temos no total 7 zones, divididas em 3 atos: Underground Zone, Sky High Zone, Aqua Lake Zone, Green Hills Zone (sim, ela está de volta e reformulada), Gimmick Mountain Zone, Scrambled Egg Zone e Crystal Egg Zone. Esta última só pode ser acessada caso o jogador consiga reunir as Chaos Emeralds. Aliás, essas esmeraldas possuem um papel muito mais importante neste game, punindo o jogador com um dos finais mais tristes da história dos games.

Enredo

Sonic agora tem um novo amigo, Tails a raposa de duas caudas que, apesar de não ser tão veloz quanto o "fastest thing alive", mas girando suas caudas ele consegue velocidade suficiente para acompanhar seu veloz e exibido amigo azul.

Tudo ia bem quando um dia o Dr. Robotnik retorna, ainda mais diabólico e querendo vingança. Assim o gorducho sequestra Tails, e alerta ao Sonic que se ele quiser ver seu amigo novamente, terá que lhe entregar as Chaos Emeralds. Assim Sonic parte em uma nova aventura para conseguir as esmeraldas a tempo e mais uma vez derrotar o malvado doutor.

O enredo é bem mais elaborado do que o do primeiro game, apesar de ser o tradicional "salve a donzela" (eu sei que Tails é macho =P), mas é uma história bacana para o jogo.

Apresentação

Basicamente temos os mesmos sprites para Sonic e Robotnik, e alguns inimigos foram reciclados do jogo anterior, mas temos cenários novos. O mais interessante é começar o game em uma mina (Underground Zone) ao invés de uma floresta, o que é ótimo só por fugir do padrão de quase todos os jogos de plataforma.

Todas as zones são muito bem detalhadas e algumas se destacam pela beleza do cenário. Além disso, os chefes agora são animais robóticos muito bem desenhados. E finalmente temos a explosão de argolas ao sermos atingidos por um inimigo, podendo inclusive recuperar algumas delas. Outro detalhe bacana é a tela de introdução dos estágios, que mostra uma arte do Sonic e Tails demonstrando uma característica marcante da zone. Na Green Hills Zone, por exemplo, temos a indicação de que a fase está recheada de loopings (Yes! Nós temos loopings no Master System).

Quanto a parte de áudio, os efeitos sonoros foram reaproveitados do original, e continuam cumprindo seu papel muito bem. As músicas são muito boas também, começando com a primeira fase que empolga bastante o jogador. Destaque para a BGM da Green Hills Zone, que além de ser uma bela composição, é bastante familiar para quem jogou a versão japonesa de Sonic CD. A música é nada mais, nada menos, que a versão 8-bits de "You can do anything", a música de abertura de Sonic CD. Podem não ter trilhas tão memoráveis quanto as do jogo anterior, mas ainda assim a trilha sonora é caprichada!

Jogabilidade


A jogabilidade de Sonic 2 é praticamente a mesma. Não há novos movimentos e a física e velocidade estão intactos. Sonic corre pressionando as teclas do direcional, pula com os botões 1 ou 2, e pressionando para baixo durante a corrida dá a cambalhota. Enfim, quem já jogou o primeiro game, vai se sentir em casa aqui.

Mas isso não é ruim, aliás é muito bacana ver que o novo design de fases é feito para desafiar o jogador de Sonic 1. É como se os programadores dissessem algo como "Achou o primeiro jogo fácil? Então toma!". As fases estão ainda maiores, oferecendo múltiplos caminhos em alguns atos, e há um bom número de armadilhas, exigindo pulos bem calculados e até mesmo uma decoração básica dos estágios para dominar o jogo.

Além de termos fases ainda mais perigosas, encontrar as esmeraldas neste game é um verdadeiro parto que rende em muitos controles na parede. Algumas exigem exploração, habilidade e paciência de Jó para continuar tentando. Outras podem ficar para trás caso o jogador vacile, sem a possibilidade de voltar e tentar novamente (a não ser que cometa suicídio e tente novamente).

Essa caça insana pelas esmeraldas deixam a jogabilidade ainda mais frustrante. E o pior é o final do jogo quando não conseguimos reunir as esmeraldas: Sonic corre sozinho pela Green Hills Zone enquanto os créditos rolam na tela, e no final olha para o céu lembrando de seu amigo Tails, cujo destino é incerto. Um final bem triste para um jogo do ouriço.

Quanto às novidades, é muito legal usar a asa-delta e o carrinho, e o looping é mais que bem vindo! Além disso, temos bolhas que servem como transporte na Aqua Lake Zone, que oferece um bom desafio.

Os confrontos no terceiro ato continuam sem a possibilidade de ter argolas para se defender, mas agora temos robôs-animais bem interessantes. Aliás, cada chefe requer um pouco de raciocínio para derrotá-lo, não sendo apenas um "pule nele X vezes para matá-lo". O primeiro combate, por exemplo, requer que o jogador desvie das bolas de metal para que estas acertem o chefe. Após alguns ataques, o Dr. Robotnik se joga na direção do ouriço para tentar pegá-lo de surpresa. Repetindo a estratégia, Sonic consegue derrotar ambos os vilões. Vale a pena conferir também o chefe da terceira fase, uma foca robótica que vai dar muito trabalho para ser derrotada.

Por fim, uma remoção: não há fases de bônus neste jogo. Não chega a ser algo que faz falta, mas chega a ser estranho ver um jogo do Sonic sem special stages.

Conclusão


Sonic the Hedgehog 2 é um bom jogo de plataforma com algumas novidades e melhorias em alguns pontos, mas não consegue superar o charme do jogo original na minha opinião. O desafio pode parecer injusto em alguns momentos, especialmente quando o assunto é procurar pelas esmeraldas. Mas as novas zones são muito interessantes e a trilha sonora continua ótima. Se você curtiu Sonic 1 mas achou que ele é muito fácil ou curto, este aqui é uma boa pedida para testar as suas habilidades!



E é isso galera, assim eu termino mais um review. Espero que tenham gostado deste post. De qualquer forma, não deixem de comentar!

Para os próximos posts, quero me dedicar um pouco mais aos jogos de corrida do Master. De uns tempos pra cá tenho ficado viciado em jogos de corrida, e o Master tem boas opções também. =)

Abraços e até o próximo post!

16 comentários:

  1. Muito bom esse post Adinan cheguei a jogar o Sonic 2 mas não me lembro de ter zerado ele viu .Olha isso eu não sabia viu que existia 2 finais nele muito interesante isso .E além do mais as Chaos Emeralds finalmente tem uma participação na historia do jogo hein .

    ResponderExcluir
  2. Boa Adinan, um post digno desse jogo! Sensacional. Eu sou suspeito para falar, adoro Sonic 2, tanto que na época comprei esse cartucho. Isso porque já tinha sugado tudo o que podia do 1 que adorava também.
    Uma coisa que me deixava ainda mais apaixonado era a box art do jogo, esse desenho do sonic fazendo jóia em uma asa delta enquanto tails corria eu achava muito louco.
    Mas lembro claramente de também ter essa decepção que você teve quando vi que não tinha tails para jogar, mas passou quando vi as novidades do jogo. Agora, a asa delta, mano, até eu pegar o jeito tinha vontade de jogar o cartucho na parede, rs, depois peguei as manhas e adorei. E veio, demorei para zerar pegando todas as esmeraldas, via sempre o triste fim sem a tails. =S
    Ah, esse lance dos chefes ter que aprender qual o esquema certo era bem legal, adorava enfrentar a foca, muito bacana (depois de pegar as manhas tb, rs). Quanto as músicas concordo contigo, gosto bastante, acho que não perdeu muito em relação ao primeiro. E pô, só de ter o looping o jogo já valeu! Mas tenho que discordar de você num ponto, a fase de bônus faz falta sim, ficou um buraco no jogo que me frustrou mais do que não jogar com a tails. Enfim, tirando isso esse jogo é fantástico, assim como seu post, parabéns cara! Abraço.

    ResponderExcluir
  3. Ótimo jogo, mas infinitamente mais difícil que a versão de Mega. Ainda estou penando para terminar...

    ResponderExcluir
  4. E aí Adinan!

    Beleza?

    Bela (e gigante) matéria sobre Sonic 2 do Master! Acho que apenas vc esqueceu de comentar o quanto é impossível(!!) controlar a asa delta (saco). Fora isso concordo com vc: 1) cada esmeralda é um parto e 2) o primeiro jogo é sem dúvida mais charmoso mesmo.

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  5. Ótimo review! Gosto das inovações desse jogo parabéns Andinan!

    ResponderExcluir
  6. Cara eu prefiro muito mais o primeiro, mas esse dá pro gasto. Gostei do texto, bem completinho, nostalgia na veia.

    ResponderExcluir
  7. @aki é rock
    Valeu! Cheguei a zerar este jogo no console mas apenas no final triste. E sem dúvida é muito interessante esse esquema de 2 finais, mesmo que o final bom seja tenso demais para conseguir.

    @Leo S.
    Valeu, Leo! Para mim os pontos positivos deste game são a boxart caprichadíssima, os chefes e as novidades, como o looping que fez muita falta no jogo anterior! Agora, a fase bônus só fui dar falta dela anos depois rsrsrs, acho que eu nunca fui muito fã de fases bônus. Mas um Sonic sem bonus stage fica muito estranho mesmo, e apesar de não ter me feito muita falta, considero esta ausência uma bola fora da SEGA neste game.
    Abraços!

    @Rafael Fernandes
    Não sei se é infinitamente mais difícil, mas que é mais difícil que a versão 16-bits, isso é! E olha que a versão de Mega é pauleira também!

    @MarCel
    Opa, tudo beleza, MarCel! Acabei esquecendo mesmo de comentar sobre a asa delta. Realmente foi outro parto aprender a usá-la, mas depois de um pouco de treino fica mais sussa. E sem dúvida o primeiro jogo é o melhor! Abraços!

    @Anônimo
    Valew! Também curti bastante as inovações, especialmente o looping! =D

    @Mario Cintra
    Valew! Para mim o primeiro jogo é muito mais divertido! Mas para quem é fã e curte jogos de plataforma, vale a pena jogar este também!

    ResponderExcluir
  8. Caramba, que vontade de jogar esse jogo que deu agora. eu lembro de ter alugado diversas vezes o sonic 1 mas joguei bastante também esse. hoje nem lembrava dele, só do primeiro. lembro que esse era mais dificil também, acho que nunca terminei.
    muito bom esse blog aqui altas lembranças, continuem com ele, ok
    Fernando Alves

    ResponderExcluir
  9. @Fernando Alves
    Fala, Fernando! Valeu pela visita e por gostar do QG Master, volte sempre! =)
    Quanto ao Sonic 2, eu também joguei bastante esse jogo e curtia muito, embora eu sempre tenha gostado mais do primeiro jogo. Mas em questão de desafio este aki vale a pena!
    Abraços

    ResponderExcluir
  10. Muito boa a postagem!!

    Eu também fiquei muito frustado quando Sonic 2 do Master não tinha Tails, entretanto alguns elementos que só tinha no Sonic 1 do Mega apareceram nessa versão.

    Ex: Ficar de ponta dos pés nas beiradas, loppings e recuperar algumas argolas perdidas.

    Sobre Green Hills, achei muito interessante a música, pois é das que mais gosto do jogo. Só depois descobri que se tratava da versão 8 bits da música japonesa de Sonic CD.

    Acredito que isso aconteceu porque Sonic CD era versão japa do projeto Sonic 2, mas não ganhou porque foi escolhido o projeto dos gringos (que todos conhemos como Sonic 2). Se você notar bem, tanto Sonic CD e o Sonic 2 são como caminhos diferentes da mesma fonte (Sonic 1) e mesmo perdendo, a ideia dos japoneses de viagem ao tempo não poderia ser jogada fora e... êita, estou extendendo demais, he, he, he...

    Enfim, isso só foi para dizer a semelhança e o motivo da música ter aparecido nesse jogo. Talvez quando foi escolhido o projeto americano, a versão Master já tava sendo feito e ficou assim mesmo. Olha esse vídeo onde o autor mesclou a versão do Master com a do Sega CD:

    http://www.youtube.com/watch?v=NPCE0OkmT5c

    PS: Essa melodia aparece novamente no Sonic Chaos com outra versão em Mecha Green Hill.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  11. Opa! Esqueci de dizer que só adquiri o jogo faz alguns anos atrás, pois na época não tinha comprado.

    Arranjei o jogo completo: caixa e manual.

    He, he, he... foi muita sorte!

    ResponderExcluir
  12. @Big Lui
    Opa, Sonic 2 completão é muita sorte mesmo! Parabéns pela aquisição! =D

    Recentemente consegui a versão americana de Sonic 2 do Mega completinha também, com caixa e manual. Agora tô muito interessado em colecionar games do Master, espero comprar logo o Power Base para transformar meu Mega em um Master.

    Concordo com a sua teoria a respeito da música da Green Hill Zone, é bem provável que Sonic CD seria o Sonic 2, por isso fizeram a versão 8-bits de "You can do anything". E valeu pelo video, curti bastante a mesclagem entre as versões!

    Abraços

    ResponderExcluir
  13. Bom review. Senti falta de descrições das fases, uma a uma. Curto mais a trilha desse jogo do que do anterior, embora pra mim estejam no mesmo nível.

    Sonic2 pode ser mais difícil que o anterior mas não achei válida a comparação com o Lost Levels. Teve mudanças significativas, como uso de veículos, retirada do escudo protetor, adição da bolha gigante... o Lost Levels é uma "XEROX" do primeiro só que bem mais difícil. Só houve mudança na dificuldade enquanto SONIC2 teve muitas mudanças com músicas novas e cenários bem diferentes.

    Acho a Foca justamente o chefe mais fácil do game. Matei ela de primeira na época que tinha o master. A mamãe ave da segunda zona é muito pior...

    E vale observar que no Ato 3 da Green Hill zone é mais difícil o caminho pra se chegar no chefe do que ele próprio!!! Cheio de espinhos e abismos, a desenvolvedora foi cruel mesmo hehehehe

    ResponderExcluir
  14. @Rodrigo Rodrigues
    Valeu! Mas a comparação acho válida sim, até porque Lost Levels é mais que um Xerox do original, introduzindo a escolha entre Mario e Luigi, a ventania, a mola que pula mais alto, os novos tilesets para os estágios. Sonic 2 capricha bem mais na diversidade de cenários, mas assim como Lost Levels não teve tantas mudanças significativas no gameplay.

    Mas é óbvio que isso não torna Sonic 2 um jogo ruim, até porque é como se o primeiro jogo ganhasse novos estágios! E isso é muito bom. =)

    ResponderExcluir
  15. Entendi...

    Sonic 2 do master considero um pouco superior ao anterior no geral, lamentando a retirada do bonus stage e do escudo protetor.

    E o looping tá lá, mas o Sonic só corre de pé... Ficou bem ruim, embora seja melhor do que nada! No Sonic Chaos corrigiram o looping ficando igual a do Mega, aliás a jogabilidade do Chaos ficou igualzinha a do sonic 2 16 bits. Pena que deixaram as zonas fáceis demais...

    Gostei muito do blog. Vou ler as outras reviews e curiosidades!!!

    Tenho um carinho pelo master pq foi meu primeiro console! E único até migrar para um PC em 1995. Até tenho um gamecube no armário mas não curto os consoles atuais!!!!

    Valeu!!!

    ResponderExcluir
  16. @Rodrigo Rodrigues
    Valeu, fico feliz que tenha curtido o QG Master. Volte mais vezes! =)

    Cara, Sonic Chaos joguei muito pouco, só arrisquei as duas primeiras fases, mas vou ver se jogo mais e faço um review em breve. Ele tem uns esquemas bem legais como o tênis voador e os loopings que ficaram show de bola!

    Abraços

    ResponderExcluir